As palmas que se fazem ouvir em varandas e janelas de todo o mundo são uma bonita homenagem, a solidariedade de muita gente, que faz chegar novos equipamentos médicos a quem precisa é uma motivação e motivo de orgulho do nosso País. Mas nada disto minimiza o cansaço, as feridas e as marcas que as máscaras de proteção deixam nos profissionais de saúde e que têm sido partilhadas ultimamente nas redes sociais.

Só com estes materiais é que médicos e enfermeiros conseguem proteger-se de forma a continuar na linha da frente e garantir que os novos casos que se juntem aos já 353.692 confirmados em todo o mundo possam ser tratados. Todos os dias surgem vídeos de profissionais de saúde que apelam a que as pessoas fiquem em casa por forma a que contribuam para alivar as equipas médicas, que não podem fazer o mesmo. Além de vídeos, há fotos, cujas descrições revelam como têm sido os últimos dias dentro dos hospitais, ainda que não conseguimos ter total perceção.

COVID-19. A história da foto de Nuno e Viviana, que está a emocionar Portugal: "Nunca vos faltaremos"
COVID-19. A história da foto de Nuno e Viviana, que está a emocionar Portugal: "Nunca vos faltaremos"
Ver artigo

"Esta é a cara de alguém que passou apenas nove horas com equipamentos de proteção individual a transferir pacientes com COVID-19 em estado crítico em Londres. Sinto-me esgotada — e estamos apenas no início. Imploro às pessoas que, por favor, por favor respeitem o distanciamento social e o auto-isolamento", disse Natalie Silvey no Twitter.

O Reino Unido tem já mais de cinco mil casos e foi apenas quando Boris Johnson viu a situação a agravar-se que começou a tomar medidas mais drásticas: "Estamos a apenas algumas semanas, duas ou três, da Itália", disse o primeiro-ministro este domingo, 22 de março, de acordo com a imprensa britânica.

À publicação de Natalie Silvey outros profissionais de saúde juntaram-se para partilhar a forma como se sentem, bem como o estado depois de horas de trabalho intensas. As mesmas relatam desespero: "Sinto a sua dor. Isto sou eu, no turno de ontem à noite como enfermeira de casos críticos, quando fui para a hora do almoço, depois de usar uma máscara e todo o equipamento e sabe o que é que eu não faria mais!", diz.

Veja as imagens impressionantes.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.