Nunca pensei dizer isto, mas precisei de tempo para dormir sobre “Amor Amor”, a nova novela que se estreou segunda-feira, 4 de janeiro, na televisão portuguesa. E concluo que, a ter de escolher uma palavra que identifique a mais recente trama da SIC, essa palavra é “bisga”. Meu deus, que rapidez de novela. Que carrossel de emoções. Uma pessoa dá por si incrédula, revoltada, constrangida, divertida, cheia de dúvidas. “Isto é um musical?, “Isto é uma comédia?”, “isto é um thriller?”, “o-que-é-que-é-isto?”.

Muito intenso, extremamente intenso. Mas antes de avançarmos para os melhores momentos, vamos antes dar algum contexto, contexto esse que obriga a um poder de síntese colossal, porque nunca tantas coisas aconteceram num episódio de novela. Palavra: é que nem intervalo teve.

A história de "Romeu e Linda" de Penafiel

Há um motivo para o primeiro episódio de “Amor Amor” ter esta velocidade tão supersónica e concentrar-se tanto nas mesmas cinco personagens (outras surgirão): é uma espécie de buildup para os conflitos sobre os quais a novela se vai desenrolar posteriormente — a um ritmo muito menos alucinante e muito mais arrastado, suspeitamos.

A acção desta estreia tem lugar em dois sítios muito distintos: a história arranca numa comunidade muito portuguesa do Luxemburgo, naquilo que parece ser o presente, apesar de ninguém usar máscaras de protecção  —  quão estranho. Mas o episódio decorre quase todo ali nos inícios da década de 90, numa Penafiel onde a malta tem sotaque alentejano. Sim, leram bem, alentejano. Mas já lá vamos.

Segunda-feira escaldante. SIC e TVI metem o pé no acelerador com batalha de estreias
Segunda-feira escaldante. SIC e TVI metem o pé no acelerador com batalha de estreias
Ver artigo

Dos pormenores referentes a tempo e espaço, passemos então aos grandes protagonistas: Linda (que cresce para ser interpretada por Joana Santos) e Romeu (que cresce para ser interpretado por Ricardo Pereira) cresceram em Penafiel, e são amigos e amores de infância. Ele é a estrela de uma banda de música pimba, daquelas que alegram (ou alegravam, sniff) os verões nas diferentes localidades deste Portugal fora. Ela também tem uma banda, que são as Fruta Fresca, mas isso não é muito relevante para a história, pelo menos, para já. 

linda e romeu

Enfim, eles amam-se muito, só que a vida reserva-lhes os mais obscuros obstáculos. Primeiro, fazendo jus a esta espécie de adaptação do clássico de Shakespeare (aqui “Romeu e Linda”, em Penafiel) as famílias odeiam-se. Há um estupor maior do que os outros: o pai de Romeu, que se chama-se Anselmo, é um homem má-rés, má-índole, enfim, concentra em si tudo o que há de errado do mundo.

Depois, há Vanessa (que cresce para ser Maria João Bastos), que é outro diabo na Terra. Ela tem um caso com este pai terrível, acreditando que assim conseguirá subir na vida e ser uma estrela da música popular. Quando vão todos em tour (deixando Linda para trás, que fica literalmente a riscar os dias no calendário para o seu amor voltar), a coisa dá para o torto, com esta megera a fazer das suas.

Já de regresso a Penafiel, o caldo está entornado e tudo culmina em homicídios e gravidezes. O que interessa é:

  • A defender Romeu, Linda comete homicídio, tirando a vida a Anselmo com uma rasteira mortal.
  • Vanessa está grávida de Anselmo, mas diz a Romeu que o filho é seu.
  • Vanessa destrói a relação de Linda e Romeu
  • Linda foge para o Luxemburgo, com medo de ser presa e achando que Romeu a trocou.
  • Linda também está grávida de Romeu mas não diz nada a ninguém

Vinte anos depois desta sequência de acontecimentos intensa, o destinos de todos cruza-se no Luxemburgo. No meio de tudo isto deixo, os 9 pontos altos do primeiro episódio de "Amor Amor".

O sotaque

Continuo muito baralhada em relação a isto. Então, em Penafiel a malta fala toda com sotaque alentejano? Ou sou eu que estou a ver isto mal e afinal há uma aldeia com o mesmo nome no sul do país? Quem é que se confundiu: eu ou a SIC? Preciso de respostas. É urgente conseguir situar a trama no espaço.

Os nacos

nacos

Nos momentos em que Linda e Romeu, já adolescentes, se encontram para namorar, dá-se um fenómeno muito curioso. Num momento, ela está vestida e, no outro, ela está despida. Num momento, eles conversam, fazendo profundas juras de amor, e no outro, pumbas, lá está o belo do naco.

Mais questões para a SIC: em primeiro lugar, porquê só ela? E, em segundo: não haveria uma forma mais orgânica e natural de exibir o atlético corpo da inocente Linda? Parece que os escritores tiveram um bloqueio nesta parte do guião, prosseguiram com a história e se esqueceram de voltar atrás.

Sexo sem consentimento

vanessa

Houve um momento em que falei com a novela: "Romeu não consentiu aquele sexo, Vanessa!" É isso: quando estão em tour por Portugal, Romeu e Vanessa aproximam-se e ela, já com ela fisgada, aproveita-se de uma noite em que o pobre rapaz bebe para lá do que aguenta: sem dó nem piedade, salta-lhe para cima, à mesma velocidade a que Linda despe aleatoriamente a sua roupa. É na sequência deste sexo sem consentimento que Vanessa pode argumentar que está grávida de Romeu, apesar de antes jurar ao traste do Anselmo que o bebé é dele.

Pablo Escobar de Penafiel

pablo escobar

Anselmo tentou desesperadamente entrar no casting da série "Narcos". E o trauma da rejeição foi de tal ordem que ele nunca mais despiu a personagem de um Pablo Escobar com muito menos gabarito e extremamente azeiteiro. Por exemplo: ao invés de traficar droga, trafica carteiras falsas da Yves Saint Laurant, com a mesma seriedade de quem está a trabalhar com quilos e quilos de cocaína; ao invés de matar membros de gangues adversários, mata agentes da GNR, de forma absolutamente gratuita e irrefletida.

A história de Anselmo, pai de Romeu — e provavelmente pai do filho de Vanessa que Romeu crê que é seu filho (oh meu Deus, só agora é que percebi que são irmãos, que confusão) — é muito curta e intensa. Ele morre logo no primeiro episódio, vítima da tal terrível rasteira que Linda lhe aplica, tentando proteger Romeu, que é vítima de maus tratos por parte do pai.

O traste cai dentro de água e não sabemos mais dele. Ninguém sentiu muito a sua perda: assim que ele se vai, Linda e Romeu viram costas e começam a planear uma fuga, começam a fazer planos para um futuro longe dali, sem sequer tentar encontrá-lo.

As prioridades de Vanessa

vanessa

Vanessa assiste ao homicídio de Anselmo provocado por rasteira, mas mantém-se escondida o tempo todo. Não diz uma palavra e nem Linda ou Romeu sabem que ela está ali. Além de ter assistido ao homicídio, também dá por si na bagageira do carro com o cadáver do GNR que Anselmo matou. Momentos depois, desesperada a falar com a irmã, fala-lhe sobre a gravidez e depois lembra-se: "Ah, é verdade, assisti a um homicídio e viajei com um cadáver no carro". Não foi bem assim, mas vocês percebem a ideia.

De Penafiel ao Luxemburgo, num Seat Ibiza

Linda muito aflita por ter cometido um homicídio por rasteira, planeia fugir com Romeu, mas como a Vanessa se intromete a coisa corre mal. O seu pai, desesperado, enfia-a num Seat Ibiza, a partir do qual ela guia até... ao Luxemburgo. O sistema de som funciona tão bem, que ela nem dá por Romeu a guiar uma mota atrás dela, gritando seu nome. Ela está tão concentrada na condução, que nem repara, pelo espelho retrovisor, que Romeu se espeta contra um veículo pesado (sem ferimentos, atenção). Cinquenta dias depois, chega ao destino, com a mesma roupa, com a mesma pele fantástica. Fresquíssima.

A vida de Linda é uma descida ao inferno de Dante

linda

Linda chega fresquíssima, mas tudo o que lhe acontece é horrível. A vida dela é uma descida ao inferno de Dante. Além de ter matado o pai de Romeu, além de o seu amor a trair com Vanessa, além de ter guiado no Seat Ibiza para o Luxemburgo, chega a este outro país para saber, no exato segundo em que põe o pé fora do carro, que o seu pai morreu com um ataque cardíaco. Mais tarde, quando Romeu passa pelo Luxemburgo para dar um concerto, ela assiste ao momento em que ele dedica uma canção a Vanessa, já com um barrigão enorme. De repente, Linda vai à casa de banho e, pumbas, também ela está muito grávida. As duas entram em trabalho de parto na mesma noite.

A metamorfose de Romeu

romeu

Muito importante: a metamorfose de Romeu. Romeu atravessa a juventude em Penafiel com bigode, casacos de ganga, T-shirts às riscas. Podia perfeitamente ser um membro dos Capitão Fausto. Mas envelhece de forma estranha: o sotaque torna-se mais intenso, começa a mascar pastilhas de boca aberta, usa fios e pulseiras de ouro a condizer, enverga camisolas com brilho muito duvidosas. Por outro lado, Linda amadurece cheia de classe. Será possível voltarem a apaixonar-se?

"Tens mesmo ar de quem gosta de Romeu Santiago"

amor amor

"Tens mesmo ar de quem gosta de Romeu Santiago" como quem diz "Tens mesmo ar de gostar dos Beatles". Quem o diz é Leandro, outro artista da música popular que, já na atualidade do Luxemburgo, abre os concertos do músico de grande sucesso mundial Romeu Santiago — nome artístico de Romeu, escolhido por Ângela (Luísa Cruz), irmã de Vanessa, outra megera. Romeu vai ao Luxemburgo dar concertos e Linda vê-o (ele não a vê) e é assim que a novela começa, antes de partir para as histórias do passado.

No final do primeiro episódio, temos mais pistas sobre o que é que se vai passar neste enredo. É que ficamos a perceber que a filha de Linda (e Romeu, mas ele não sabe) é Mel (Filipa Nascimento). Mel tem raízes em Penafiel, nasceu no Luxemburgo, mas fala como uma menina de Cascais. E tem um cabelo incrível, já agora. Ela sai ao pai e também adora cantar, sendo, precisamente, no contexto desta sua paixão, que conhece Leandro (Ivo Lucas), o tal que abre os concertos de Romeu Santiago e que promete à jovem aspirante a cantora apresentá-la ao seu ídolo (e pai, já agora).

E assim termina a estreia de "Amor, Amor": Mel frente a Romeu Santiago, sem saber que ele é seu pai. Linda escondida atrás das cortinas, provavelmente a pensar "WTF, e agora?" E eu, sentada no sofá, a pensar: como é que se escreve sobre isto. Bisga, não é?

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.