Apresentado como mininovela, "Pôr do Sol" conta com um elenco de luxo e uma história que é uma paródia e uma homenagem à ficção televisiva portuguesa, aos seus estereótipos, narrativas e lugares-comuns.

A sátira, realizada por Manuel Pureza, estreia naRTP1 na próxima segunda-feira, 16 de agosto, às 21h. A ação passa-se na Herdade do Pôr do Sol, onde uma família poderosa esconde um velho segredo. Há um irmão calculista e sombrio que arquiteta planos para acabar com a hegemonia do patriarca da família, uma filha perdida, fruto de um romance tórrido entre a dona da casa e o caseiro e, claro, um romance proibido e muito drama à mistura.

Diogo Amaral. "Chateia-me essa conversa de falar mal do que nós fazemos e da nossa televisão"
Diogo Amaral. "Chateia-me essa conversa de falar mal do que nós fazemos e da nossa televisão"
Ver artigo

E se "Por do Sol" é uma sátira às novelas, o elenco não podia estar mais recheado de estrelas da ficção nacional. Diogo Amaral, José Condessa, Bárbara Branco, Carla Andrino, Tiago Teotónio Pereiro, Manuel Cavaco, Marco Delgado, José Carlos Pereira, Débora Monteiro e João Catarré são alguns dos nomes que surgem ao longo de 16 episódios. Toy, que dá voz ao genérico, Saúl Ricardo e Cuca Roseta também surgem na história.

O projeto, que o direto de programas da RTP1 classifica como "singular e "uma aventura", aliciou de tal forma Diogo Amaral que, mesmo sem conhecer a história, interrompeu uma viagem e regressou de imediato a Portugal. "A primeira coisa que me atraiu de imediato neste projeto foi a possibilidade de trabalhar com o [Manuel] Pureza, de quem sou amigo. Quando me ligou, tinham ficado sem um ator que ia fazer a personagem", referiu recentemente à MAGG.

Como aperitivo, deixamos-lhe algumas imagens da série

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.