O jogo era simples. Os vários concorrentes tinham de ir colocando bolas dentro de caixas onde estavam as fotografias dos vários concorrentes. Quem acumulasse três bolas na caixa ficava eliminado, e não poderia ser líder, nem ficar imune. Os concorrentes eliminados teriam de sair imediatamente do jogo, e não poderiam voltar a colocar bolas na caixa dos outros concorrentes. Mas não foi isso que aconteceu.

Mesmo na parte final do jogo, quando já só estavam a votação Daniel Monteiro, Pedro Soá e Angélica, Daniel votou em Angélica e eliminou-a. Mas a concorrente, em vez de sair do jogo, foi colocar uma bola na caixa de Daniel Guerreiro, eliminando-o, e dando a vitória a Soá. Este voto não podia ter acontecido, já que a concorrente já estava eliminada, mas foi ela que decidiu o jogo.

O concorrente seguinte a votar era Pedro Soá, e muito provavelmente iria eliminar Daniel, para ficar ele como líder, mas a verdade é que ficaria sempre numa posição menos confortável, já que teria de se escolher e de prejudicar um amigo, o que o deixaria mais fragilizado. Assim, ficou com a tarefa facilitada.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.