Catarina foi a moradora expulsa da casa do "Big Brother - A Revolução" na gala deste domingo, 11 de outubro, recebendo 57% dos votos dos portugueses. A concorrente foi a mais votada dos quatro nomeados que se submeteram ao olhar atento do público e, por isso, teve de abandonar o reality show da TVI.

A decisão dos portugueses ficou-se entre Liliana e Catarina. A empresária recebeu 43% dos votos dos telespetadores, permanecendo na mansão da Ericeira.

Logo na primeira parte da gala, Teresa Guilherme suspendeu as votações e anunciou qual o primeiro concorrente a ficar a salvo. Carlos recebeu apenas 8% dos votos dos portugueses e pôde regressar à sala da mansão da Ericeira, deixando estar assim em risco de expulsão. A segunda concorrente a ser salva pelos portugueses foi Jéssica Fernandes. A fadista somou 20% dos votos.

"BB - A Revolução". Rui Pedro recebe mensagem do pai, que luta contra um cancro
"BB - A Revolução". Rui Pedro recebe mensagem do pai, que luta contra um cancro
Ver artigo

Recorde-se que Catarina revelou na última gala, 4 de outubro, que foi vítima de abusos sexuais quando tinha apenas 12 anos. A hospedeira de bordo também confessou ter tido um passado trágico, tendo tido um aborto espontâneo durante a pandemia, que marcou o fim de um relacionamento.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.