Muitas vezes é a necessidade que muda os hábitos e foi isso que aconteceu com muita gente em Portugal. A crise que começou em 2008 e se prolongou até 2016 levou a que muita gente fosse obrigada a desistir dos ginásios e a procurar alternativas de treino a custo zero. O número de corredores disparou, os ciclistas aumentaram, nasceram novos negócios de treinos de grupo low-cost na rua, e muita gente procurou encontrar os seus sítios preferidos para treinar, sem gastar dinheiro. Até hoje, Lisboa ou o Porto continuam a ver centenas de pessoas, diariamente, a treinar na rua, seja a correr, seja a fazer treino funcional ou meditação ou ioga.

Depois há também os que simplesmente se aborrecem do ginásio e das rotinas dos estúdios de treino. Também esses procuram, recorrentemente, a rua para fazer exercício, esteja frio ou calor. Na grande maioria dos casos, não encontram máquinas e pesos que ajudem nos exercícios, mas já são vários os jardins e parques espalhados pelas grandes cidades — e até mesmo nas periferias — que podem ser bons aliados no treino. Se tudo falhar, têm sempre o peso do próprio corpo ou podem utilizar alguns materiais simples como um TRX ou uma banda elástica de resistência.

Agora a questão que se impõe é: qual é o melhor sítio para treinar? Deixamos uma lista de sete espaços na Grande Lisboa e no Porto onde pode fazer os seus treinos, sem compromissos de fidelizações e mensalidades e com o bónus de receber uma boa dose de Vitamina D.

LISBOA

Alameda Dom Afonso Henriques

magg

É um dos vários espaços em Lisboa onde consegue encontrar alguns equipamentos de fitness. Na realidade, não precisa de se preocupar com grande coisa a não ser pegar nas sapatilhas, vestir o equipamento e chegar até ao parque para começar a treinar. Nos aparelhos pode exercitar como os abdominais, pernas ou braços. Se ainda tiver fôlego no final do treino, termine com uma corrida pelo jardim. Problema: é a subir e a descer. Agora o copo meio cheio: não é um problema, é um treino mais eficaz.

Complexo Desportivo do Jamor (Cruz Quebrada)

magg

Ligeiramente mais afastado do centro da cidade, mas se há zona onde se respira desporto é no Complexo Desportivo do Jamor, na Cruz Quebrada, aos pés do Estádio Nacional. Com um parque urbano e uma zona bastante extensa de mata, é o local ideal para quem gosta de correr, e não só. É que é no Parque Urbano do Jamor, inserido dentro deste mesmo complexo, que vai encontrar 12 equipamentos desportivos que formam um verdadeiro ginásio ao ar livre.

Praia do Moinho (Carcavelos)

magg

Quem gosta de treinar perto da praia, a ouvir o som das ondas do mar, certamente já se apercebeu que à entrada desta pequena praia, encostada ao Forte de São Julião da Barra, que encontra alguns equipamentos que podem ser um bom complemento aos treinos. No final do circuito, dê um mergulho no mar. É uma forma agradável de arrefecer os músculos depois de fazer exercício físico.

Parque da Quinta das Conchas e dos Lilazes

magg

Uma mata, várias espécies de árvores, um lago, relvado e até um parque infantil é tudo o que preenche os mais de 24 hectares deste parque na zona do Lumiar. Há espaço para fazer corridas, caminhadas, passeios de bicicleta, alguns exercícios de mobilidade e força ou até mesmo yoga, que pode fazer perto do lago para tornar o treino ainda mais relaxante.

PORTO

Parque da Cidade

magg

É o maior parque urbano do País e ocupa mais de 83 hectares que terminam no Atlântico. Se é amante de corridas, o Parque da Cidade do Porto não desilude, mas se prefere desportos menos intensos, há aulas de Ioga, Tai Chi e Pilates gratuitas todos os domingos a partir das 9 horas.

Jardins do Palácio de Cristal

magg

A vista imensa para o Rio Douro e a companhia dos pavões que se passeiam pelos 11 hectares dos Jardins do Palácio de Cristal são a companhia perfeita para um treino mais relaxado. Se está a precisar de desligar mas não quer deixar de treinar — e ir fazer uma aula ao ginásio nem sequer é uma questão —, faça uma caminhada, uma sessão de ioga ou até mesmo uns minutos de meditação.

Parque da Lavandeira

magg

Para quem prefere treinos onde utiliza apenas o corpo, o Parque da Lavandeira, em Oliveira do Douro, tem um circuito onde é possível fazer vários tipos de exercícios. Desde treinar o equilíbrio a saltar obstáculos, sem esquecer uma zona de alongamentos, encontra tudo o que precisa neste parque com 11 hectares onde, se preferir, pode simplesmente fazer uma corrida, caminhada ou volta de bicicleta.

Voltaren Emulgel e Voltaren Emulgelex. Medicamentos contêm diclofenac indicados a partir dos 14 anos, em dores musculares ligeiras a moderadas, inflamação pós-traumática e a partir dos 18 anos em reumatismo degenerativo localizado. Utilizar em pele saudável. Não utilizar na gravidez. Suspender se desenvolver erupção cutânea. Leia atentamente o folheto informativo, em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico. Se não melhorar após 7 dias, consulte o médico. 

Em caso de suspeita de acontecimento adverso contactar o Departamento de Farmacovigilância da GlaxoSmithKline, telf: +351 21 412 95 00.

CHPT/CHVOLT/0004/20 – 01/20

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.