É comum deixarmo-nos perder no passado ou projetarmos as nossas preocupações para aquilo que ainda não chegou. Para Inês Gaya, psicóloga e mentora de desenvolvimento humano e espiritualidade, o mindfulness é exatamente o intermédio: “O mindfulness traz-nos o viver plenamente, tudo aquilo que existe porque na verdade aquilo que já passou não existe e aquilo que há de vir também não existe. O que existe é isto: é estar aqui e agora, com tudo”. 

Pode parecer difícil e pouco exequível, mas Inês Gaya torna-o mais fácil, ensinando-lhe 3 passos. Desde parar apenas um minuto a despertar todos os sentidos, saiba como começar a praticar mindfulness. 

1. Parar um minuto para respirar 

“Stop, wait a minute”, é uma frase célebre do cantor Bruno Mars, mas que é utilizada por Inês Gaya como um passo básico para se iniciar no mindfulness. Como assim parar? A psicóloga e mentora explica. 

Parar mesmo um minuto para simplesmente respirar, inspirar e concentrarmo-nos naquela respiração, naquele minuto”, explica Inês Gaya, acrescentando que “naquele momento é só para respirar, pensar nessa respiração e nada mais do que isso”. 

O objetivo? “Não nos perdemos nos nossos mil pensamentos e mil e uma coisas para fazer”.

2. Acordar 5 minutos mais cedo e ativar o mindset certo

Cinco breves minutos e, segundo Inês Gaya, já pode mudar o seu dia por completo. “Ter 5 minutos para observar como se sente e visualizar como é que quer que o seu dia corra, como é que quer sentir-se, como é que se visualiza nesse dia, com os seus colegas, filhos, família”, aconselha a psicóloga, revelando que é preciso “programar tudo isto na nossa mente”. 

O objetivo é que estes 5 minutos se tornem 10 minutos até se tornarem finalmente meia hora. Mas não se preocupe: seja em 5 ou em 30 minutos, o importante “é ativar o mindset certo e começar o dia a sorrir depois destes minutos”. Esta iniciativa irá evitar a “avalanche e a bola de neve quando acorda de manhã, está atrasado e o mindset negativo instala-se”. “Quando já estamos muito embrenhados num mindset negativo, a tendência é que o nosso dia continue nessa mesma frequência”, afirma Inês Gaya. 

Se acordar num dia menos bom, com um incómodo ou uma emoção mais negativa, a psicóloga dá uma técnica de respiração para colocar em prática. “Fazer uma observação do que está a acontecer consigo nesse momento, se for alguma emoção menos boa pode exalar: inspirar boa energia e expirar essa emoção que o estava a stressar — ou esse medo, ou esse incómodo, ou aquela palavra do seu chefe no dia anterior”. 

3. Tirar tempo para estar na natureza e despertar todos os sentidos 

É simples. Vive na cidade? Vá ao jardim. Mora perto da praia? Dê um valente mergulho. Para Inês Gaya, o ambiente harmonioso e acolhedor da natureza é perfeito para quem quer viver no momento presente. 

“Vai para a natureza ela sabe o que fazer contigo”, começa por dizer Inês Gaya à MAGG, revelando que “os seres humanos são natureza e é ela que naturalmente nos equilibra e alinha”. “É inevitável dar um mergulho no mar e sentirmos que estamos mais puros, é inevitável irmos para uma floresta e sairmos de lá a sentirmo-nos mais leves e tudo isto é grátis, está todos os dias à nossa disposição”, afirma. 

A psicóloga revelou à MAGG um exercício para colocar em prática, onde a visão, o paladar e o olfato são os reis da casa. Não se esqueça de estar offline do telemóvel e das redes sociais.  

“É estar ali, sentar-se numa rocha e olhar para o mar e ver o pôr do sol, são dos momentos mais incríveis que podemos ter quando nos permitimos realmente ver o pôr de sol, sem filmar o pôr de sol, apenas ver e absorver, é impossível ficar indiferente”, revela Inês Gaya, acrescentando que “nesse momento, deve observar o passarinho e o mar que corre e todos os sons que ouve”. “Despertar todos os sentidos também é uma forma de desenvolver o mindfulness”, afirma a mentora. 

O objetivo é ver o pôr do sol como presença e sentir paz no coração. “Só sentimos se estivermos mesmo presentes”, diz Inês Gaya. 

Como último apelo, a psicóloga afirma que viver plenamente é o segredo. “Estamos sempre preocupados com o que vai vir ou então com aquilo que passou e a vida escapa-nos assim”, finaliza.

Da dance party à meditação com Cuca Roseta. 5 coisas para fazer no renovado WanderLust
Da dance party à meditação com Cuca Roseta. 5 coisas para fazer no renovado WanderLust
Ver artigo

Inês Gaya é licenciada em Psicologia Clínica, professora nas áreas do autoconhecimento e da espiritualidade, especialista em cura emocional, mentora de milhares de alunos e ainda arranjou espaço para escrever um livro e fazer talks no Spotify. Pode visitar o trabalho da Inês Gaya neste site.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.