O inglês não é o forte do político Carlos Galiana, vereador na autarquia de Valência, mas nem por isso recusou estar presente num evento na Comissão Europeia em substituição do Presidente da Câmara. O objetivo da sessão era promover Valência como Capital Europeia da Inovação e não faltaram tecidos elogios à cidade espanhola, só que na voz de um intérprete enquanto o vereador fingia falar — acabando depois por ser descoberto.

A máscara de proteção devido à COVID-19 deu uma especial ajuda na interpretação de Carlos Galiana que, curiosamente, é actor de profissão. A certa altura, o vereador revela que é “uma honra” estar a representar Valência, levando até a mão ao peito para enfatizar ainda mais o seu discurso de menos de um minuto.

Segunda vaga de COVID-19 pode estar a chegar à Europa. E Espanha está na linha da frente
Segunda vaga de COVID-19 pode estar a chegar à Europa. E Espanha está na linha da frente
Ver artigo

Nas palavras do interprete, Galiana transmite com convição que Valência está a trabalhar no sentido de ser uma cidade "mais saudável, mais sustentável, mais partilhada e mais amiga dos negócios". Contudo, apesar do "extremo sucesso das missões", diz a voz em inglês, não tanto sucesso teve a estratégia do vereador, uma vez que houve quem se apercebesse de que não se tratava da voz de Carlos Galiana.

O vereador já se pronunciou sobre a situação descoberta dizendo que lamentava “profundamente” e que a sua conduta “não foi a mais adequada”. No entanto, apesar de a estratégia usada para promover a Valência como cidade inovadora ser também ela inovadora, não foi permitida pela Comissão Europeia, de acordo com o jornal "El Espanhol", e a distinção de Capital Capital Europeia da Inovação acabou por ser atribuída à Lovaina, na Bélgica.

O acontecido levou a várias críticas ao político no Twitter. "Patético", diz uma das utilizadoras e outro refere: "O seu ridículo é o de todos os valencianos. Devia demitir-se".

Contudo, não há razão para Carlos Galiana se sentir só na esfera política espanhola relativamente à dificuldade com o inglês. Os espanhóis são conhecidos pelo reduzido à vontade com esta língua, sendo exemplo disso Mariano Rajoy, antigo líder do Governo espanhol, que misturou a língua materna com o inglês durante uma cimeira em Bruxelas sobre a imigração, em 2012, que o levou a dizer a célebre expressão: “It's very difficult todo esto”. Esta foi a primeira vez que em Rajoy se aventurou a falar inglês em público.

A ex-presidente da Câmara de Madrid, Ana Botella, completa o trio de exemplos, depois de sugerir em 2013 um "relaxing cup of café con leche in Plaza Mayor” na defesa da candidatura de Madrid à organização dos Jogos Olímpicos de 2020. No entanto, há quem se desenrasque no inglês, como é o caso de José María Aznar, ex-Presidente do governo de Espanha, que foi considerado o político que "melhor fala inglês", de acordo com o "El Mundo".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.