Em maio de 2021, Karyn Love viveu um rol de emoções completamente opostas. No mesmo dia em que deu à luz a filha, foi diagnosticada com cancro numa fase avançada, e deram-lhe apenas três semanas de vida. Mas a australiana acabou por ver a filha celebrar o primeiro aniversário e morreu 19 meses após o dia do diagnóstico, a 12 de dezembro deste ano.

"A educação é, talvez, a maior arma". Saiba como se distinguem os diferentes tipos de cancro da mama
"A educação é, talvez, a maior arma". Saiba como se distinguem os diferentes tipos de cancro da mama
Ver artigo

Tudo começou quando a mulher foi levada de urgência para o hospital com does de costas excruciantes, que se pensavam estar ligadas à gravidez. Depois de a filha nascer às 29 semanas, através de uma cesariana de urgência, os médicos descobriram que Karyn Love, na altura com 37 anos, tinha cancro da mama metastásico classificado com fase quatro.

Cerca de uma hora depois do nascimento da bebé, a mãe australiana foi então diagnosticada com cancro da mama, que já se tinha espalhado pelos ossos, fígado e olhos, e os médicos deram-lhe apenas três semanas de vida — mas Karyn Love desafiou as expetativas, e lutou contra a doença mais de um ano e meio.

19 meses depois do nascimento de Billi e do diagnóstico fatal, Karyn Love morreu, a 12 de dezembro, aos 39 anos de idade, escreve o "Daily Mail". A morte foi anunciada na página de Instagram da mulher australiana. "Karyn Louise Love. 1983 - 2022. Sorri para mim, estou livre. Obrigada por todo o vosso amor e bondade ao longo da minha viagem, vou lembrar-me de vós", pode ler-se na mesma publicação.

Karyn Love
Karyn Love com a filha, Billi créditos: Instagram

A bebé, que nasceu prematura, esteve internada na neonatologia durante dois meses, onde foi sempre apoiada pela mãe. "Ela sentou-se durante horas intermináveis na UCIN, dando a Billi tempo para curar pele sobre pele. Mal podia esperar para a trazer para casa e ser mãe dela da forma como sempre sonhara", pode ler-se na página de GoFundMe criada entretanto para ajudar a família com as despesas hospitalares.

Nos últimos 19 meses, a mãe australiana chegou a ter algumas melhoras, com os médicos a ficarem impressionados com a redução dos tumores. Karyn pode finalmente levar a filha para casa e celebrar o primeiro aniversário de Billi.

Mãe australiana
Karyn no aniversário da filha. créditos: Instagram

A 2 de dezembro, Karyn partilhou um vídeo emotivo com a filha, onde aparecia a abraçar Billi. Foi o último vídeo que partilhou com a bebé antes da morte, no dia 12.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.