Os diretos do Instagram "Como é que o Bicho Mexe" regressaram na última sexta-feira. E, ainda Bruno Nogueira não tinha surgido no ecrã, já a angariação de donativos para a Operação Nariz Vermelho tinha passado a marca dos 1000 euros. Ao final da noite, os seguidores do humorista responderam em peso ao apelo solidário: 10 mil euros a serem doados à Instituição Particular de Solidariedade Social, cujo rosto visível são os Doutores Palhaços que visitam e alegram crianças hospitalizadas.

À MAGG, Carlota Mascarenhas, diretora de Comunicação e Angariação de Fundos da Operação Nariz Vermelho, explica que não tiveram conhecimento prévio da iniciativa. "Ficámos muito surpreendidos, não só por ver o alcance estrondoso, e muito merecido, que o projeto 'Como É Que O Bicho Mexe?' continua a ter, como pela vontade de tantas pessoas se unirem e nos ajudarem. Estamos todos, Portugal e o resto do mundo, a atravessar um período atípico e de enorme incerteza, mas ver a forma maravilhosa como tantas pessoas continuam a unir-se para apoiar uma causa deixa-nos sem palavras e profundamente gratos", conta.

"Como é que o Bicho Mexe" voltou — e angariou quase 10 mil euros na primeira noite
"Como é que o Bicho Mexe" voltou — e angariou quase 10 mil euros na primeira noite
Ver artigo

A Operação Nariz Vermelho lançou recentemente a sua campanha de Natal #QuantoÉQueDás?, uma iniciativa na qual participam várias figuras públicas. Bruno Nogueira foi inicialmente convidado, como revela Carlota, mas o humorista quis ajudar de outra maneira. "Quando nos informaram de que o Bruno tinha decidido, em vez de participar, ajudar-nos através da angariação de donativos no 'Como É Que o Bicho Mexe?' ficámos bastante entusiasmados, pela disponibilidade dele para nos ajudar e porque sabíamos o impacto que o regresso tão aguardado do projeto teria entre o público. Mas sem dúvida que as nossas expectativas foram largamente superadas!", afiança.

Inês Castel-Branco, Tânia Ribas de Oliveira, Salvador Martinha e Filipa Gomes são algumas das figuras públicas que participam na campanha de Natal da Operação Nariz Vermelho e que vão cumprir desafios em troca de donativos. A aposta nas celebridades como aliciante extra à solidariedade é, explica a diretora de Comunicação e Angariação de Fundos da Operação Nariz Vermelho, "uma ótima forma de chegar ao coração das pessoas".

"As figuras públicas que convidámos a participar na campanha #QuantoÉQueDás?  pertencem a várias áreas da esfera pública e têm um enorme impacto junto do público que as acompanha, e que as vê como exemplos a seguir, como fontes credíveis das mensagens que passam, como embaixadores de estilos de vida, etc. Por isso, sabemos que, vendo-as a lançar este desafio nas suas redes sociais, a pedir aos seus seguidores que ajudem a Operação Nariz Vermelho para as verem levar a cabo os seus desafios, eles terão uma maior abertura e disponibilidade para nos apoiarem".

Como os Doutores Palhaços se adaptaram à nova normalidade

Criada em 2002, a Operação Nariz Vermelho tem 32 Doutores Palhaços que, até ao início da pandemia, visitavam semanalmente 17 unidades hospitalares, levando alegria e sorrisos a crianças internadas. No entanto, como tudo no Mundo, a COVID-19 obrigou a uma mudança de planos.

"Ainda antes da instauração do primeiro estado de emergência, chegámos a acordo com as direções dos hospitais que visitamos para nos afastarmos enquanto os esforços se concentravam em lidar com esta ameaça nova e para a qual ninguém tinha antecedentes que servissem de preparação", relembra Carlota Mascarenhas. Os Doutores Palhaços foram para teletrabalho, bem como toda a equipa técnica da IPSS.

"Mas não podíamos baixar os braços, por isso encontrámos alternativas para continuar o nosso trabalho junto das crianças que estão nos hospitais, e que são sempre a nossa prioridade máxima. É aí que surge a TV ONV, o nosso canal de YouTube onde, ao longo destes meses, temos vindo a disponibilizar vídeos, feitos integralmente pela nossa equipa, para que qualquer criança nos possa continuar a acompanhar através da Internet", conclui a responsável.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.