Rúben Ribeiro, futebolista de 35 anos, foi detido a 16 de novembro, no Porto, na sequência de uma queixa de violência doméstica apresentada em outubro pela companheira de vários anos. De acordo com o "Correio da Manhã", o atleta, que já jogou no Sporting e atualmente milita no clube turco Hatayspor, saiu em liberdade e com termo de identidade e residência, estando também proibido de se aproximar da mulher e obrigado a usar pulseira electrónica.

Só que, noticia o "CM", o futebolista abandonou o País antes que a equipa da Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais tivesse a oportunidade de lhe colocar o dispositivo (o que deve acontecer no prazo de 48 horas após a decisão das medidas de coação).

No dia 22 de novembro, o Tribunal Criminal do Porto recebia a informação da "falta de colaboração do arguido". Ou seja, o futebolista não se encontrava na residência habitual, nem atendia o telemóvel. O diário do grupo Cofina adianta que Rúben Ribeiro estará na Turquia e que não existe qualquer possibilidade de ser detido — e dificilmente será extraditado.

Em Portugal, a violência doméstica já matou quase tantas mulheres em meio ano como em 2021
Em Portugal, a violência doméstica já matou quase tantas mulheres em meio ano como em 2021
Ver artigo

A mulher de Rúben Ribeiro, cuja identidade não foi revelada, relatou às autoridades vários episódios de violência física e psicológica decorridos nos últimos anos, além de ameaças e perseguição. O casal mantém uma relação de longa data e tem três filhos, o mais velho com 16 anos. A mulher do futebolista vive em Portugal com as crianças. Rúben Ribeiro está na Turquia desde 2020. Antes, jogou em clubes como o Sporting, Gil Vicente, Rio Ave e Boavista.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.