O Partido Socialista venceu as eleições legislativas de 30 de janeiro com maioria absoluta. O partido liderado por António Costa elegeu 117 deputados, ficando à frente do PSD, com 71 e garantindo assim a maioria absoluta, a segunda do partido e a terceira desde que há eleições livres em Portugal.

Abaixo dos dois principais partidos políticos, tudo mudou.

O Chega e a Iniciativa Liberal ocupam agora os lugares onde antes estavam Bloco de Esquerda e PCP, tornando-se o terceiro e quarto partidos com mais deputados, respetivamente. O partido liderado por André Ventura elegeu 12 deputados e o grupo parlamentar da IL vai ser constituído por 8 pessoas, uma delas o seu líder, João Cotrim de Figueiredo.

Legislativas 2022. Projeções dão vitória ao PS. Iniciativa Liberal e Chega disputam terceiro lugar
Legislativas 2022. Projeções dão vitória ao PS. Iniciativa Liberal e Chega disputam terceiro lugar
Ver artigo

O CDS-PP, que não conseguiu eleger qualquer deputado, junta-se ao grupo de partidos sem assento parlamentar. Esta é a primeira vez desde que há eleições livres em Portugal que o partido fundado por Freitas do Amaral e Amaro da Costa não tem representação na Assembleia da República.

Rui Tavares, do Livre, foi eleito pelo círculo de Lisboa e o PAN elegeu um único deputado, a sua líder, Inês Sousa Real.

Bloco de Esquerda e PCP foram os grandes derrotados da noite. O partido liderado por Catarina Martins passou de 18 para 5 deputados e a CDU passou de 10 para 6.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.