Maio acabou com 408.934 pessoas desempregadas, registadas no centro de emprego. São mais 93.372 pessoas sem emprego relativamente a fevereiro, quando ainda o País e o mundo não atravessavam uma pandemia. Apesar do aumento, comparados com os valores entre os meses de março e de abril, o ritmo parece estar a diminuir: entre março e abril houve um aumento de 14,1% e entre abril e maio de 4,2% — valor que corresponde a mais 16.611 desempregados, diz o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP),

Desemprego vai aumentar nos próximos meses — mas 2021 traz boas notícias
Desemprego vai aumentar nos próximos meses — mas 2021 traz boas notícias
Ver artigo

Apesar do abrandamento do desemprego, comparativamente ao período homólogo, o número de pessoas inscritas nos centros de emprego continua a ser preocupante: há mais 103.763 pessoas desempregadas face a maio de 2019, número que representa um aumento de 34%. 

Mulheres, adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos, pessoas inscritas há menos de um ano no centro de emprego, os que já procuravam emprego e indivíduos com nível de escolaridade de secundário são os grupos que se destacam no IEFP, ainda que todos os grupos funcionais tenham contribuído para o aumento dos números.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.