Quem já esteve infetado com COVID-19 e recuperou da doença, vai ser vacinado contra o vírus nesta segunda fase do plano de vacinação contra a COVID-19, que está a decorrer desde o início do mês de abril. O anúncio foi feito pelo coordenador do grupo de trabalho para o plano, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, que adianta que será administrada apenas uma dose a estes cidadãos.

"Ao que tudo indica, é preciso apenas um reforço de imunidade para quem já tem algum nível de imunização conferido pela doença", disse o coordenador, destacando que agora já é possível incluir os portugueses recuperados da COVID-19 no plano, uma vez que Portugal já não se encontra em situação de escassez de vacinas.

"Quando passamos para uma fase de maior abundância de vacinas, o que se fala é dar um reforço de proteção a essas pessoas que já têm uma proteção natural e é isso que vamos fazer a partir da segunda fase, que é a fase em que transitamos de escassez de vacinas, para uma fase de maior abundância", explica Gouveia e Melo. Contudo, para a vacinação avançar, será necessário que a Direção-Geral da Saúde (DGS) publique uma norma.

A avançar, sabe-se que a vacina contra a COVID-19 deverá abranger cerca de 300 mil pessoas com mais de 60 anos que já foram infetadas com o vírus, de acordo com a RTP.

Está em teletrabalho? Temos más notícias: vai pagar mais luz este ano
Está em teletrabalho? Temos más notícias: vai pagar mais luz este ano
Ver artigo

Apesar de a DGS ter decidido que a vacina da AstraZeneca contra a COVID-19 só deve ser administrada em pessoas acima dos 60 anos de idade, provocando atrasos no processo de vacinação, Portugal vai receber nos próximos meses mais 1,150 milhões de doses de vacinas da Pfizer/BioNTech, de acordo com fonte do Infarmed ao "Diário de Notícias".

Além dos recuperados do vírus, a segunda fase do plano de vacinação inclui pessoas com mais de 65 anos que não tenham sido vacinadas previamente, bem como pessoas entre os 50 e os 64 anos com patologias específicas associadas, como a diabetes ou doença renal crónica.

Ainda nesta fase do plano de vacinação estão contemplados professores e funcionários, sendo que quase 170 mil vão receber a primeira dose da vacina este fim-de-semana, 17 e 18 de abril.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.