Aos 55 anos, Céline Dion sofre de Síndrome da Pessoa Rígida (Stiff-Person Syndrome), uma doença neurológica grave e que não tem cura. Na sequência do diagnóstico, que aconteceu em dezembro de 2022, Claudette, uma das irmãs da cantora, veio a público dizer que não há nenhum medicamento que ajude a amenizar a doença.

"Não conseguimos encontrar nenhum medicamento que funcione, mas é importante ter esperança", revelou a irmã revelou, em entrevista ao "Le Journal de Montreal", citada pelo"Daily Mail", acrescentando que Céline Dion está a tentar vencer esta batalha. Além disso, está a viver com uma outra irmã, Linda, que se mudou para casa da artista para cuidar da mesma.

"Ela tem estado a ouvir os principais investigadores desta doença rara tanto quanto possível", conta Claudette, citada pelo jornal britânico, frisando que, quando liga para Linda, esta diz-lhe que a irmã está bastante empenhada na missão de encontrar um fármaco que a faça ficar suficientemente bem para seguir a sua vida.

"Rolling Stone" deixa Céline Dion de fora da lista dos 200 maiores cantores de todos os tempos
"Rolling Stone" deixa Céline Dion de fora da lista dos 200 maiores cantores de todos os tempos
Ver artigo

"Sinceramente, acho que ela precisa especialmente de descansar", continuou a irmã da cantora. "O seu coração e corpo estão a tentar dar sinais. É importante ouvi-los", continuou, acrescentando que o objetivo da batalha que a artista está a travar é voltar aos palcos. "Nós confiamos nela. Ela é disciplinada em tudo na sua vida", concluiu Claudette.

Em dezembro de 2022, Céline Dion revelou, através de um testemunho emocionante nas redes sociais, que sofria desta doença grave. E, além do anúncio do estado de saúde débil, a cantora viu-se forçada a cancelar a digressão pela Europa, que teria início em fevereiro de 2023, pedindo desculpa aos fãs, mas não descurando os agradecimentos pela compreensão e apoio dos mesmos.

O Síndrome da Pessoa Rígida (Stiff-Person Syndrome), do qual a cantora sofre, é uma doença auto-imune rara que, como o nome indica, enrijece os músculos e as articulações de várias partes do corpo, afetando, por exemplo, a locomoção, explica o Instituto Nacional para Distúrbios Neurológicos e Derrames, dos Estados Unidos.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.