Nick Carter, um dos cinco elementos dos Backstreet Boys, está a ser acusado de violação. A alegada vítima, Shannon Ruth, deu uma conferência de imprensa esta quinta-feira, 8 de dezembro, onde revelou que terá sido abusada sexualmente em 2001, quando tinha 17 anos.

Shannon, que tem paralisia cerebral e autismo, conta que, em fevereiro de 2001, Nick Carter a convidou para entrar no autocarro de digressão da banda após um concerto em Tacoma, Whashington. A mulher, atualmente com 39 anos, explica que Nick Carter (atualmente com 42 anos), despiu as calças e lhe mostrou pénis, tendo-a obrigado a fazer-lhe sexo oral antes de a violar.

A mulher argumenta ainda que, após o acto, Nick Carter a "ameaçou" e tentou "silenciar". Na mesma conferência de imprensa, o advogado de Shannon revelou anda que o processo judicial inclui os testemunhos de mais três mulheres, cujas identidades permanecem no anonimato. "Os últimos 21 anos estiveram cheios de dor, confusão, frustração, verginha a auto-mutilação, como resultado direto de ter sido violada por Nick Carter", disse Ruth. A mulher disse ainda que era virgem quando a alegada violação aconteceu e que foi contagiada com HPV.

Shannon Ruth na conferência de imprensa
Shannon Ruth na conferência de imprensa

Esta não é a primeira vez que Nick Carter é acusado de ter abusado sexualmetne de uma mulher. Em 2018, a cantora e atriz Melissa Schuman revelou que foi abusada sexualmente por Carter em 2002, quando tinha 18 anos. Numa publicação no seu blogue, Schuman, que fazia parte da girlsband Dream, conta que não apresentou queixa na altura porque "não tinha nem no dinheiro, nem a fama nem o acesso a um advogado suficientemente poderoso para fazer face à equipa de Nick Carter".

Programa de Natal com os Backstreet Boys cancelado após acusação

O canal norte-americano ABC decidiu, após a acusação de Shannon Ruth ter sido tornada pública, cancelar a emissão do programa especial de Natal "A Very Backstreet Holiday". O formato, pré-gravado, servia de promoção ao novo álbum dos BSB. Além dos restantes membros da banda (AJ Mclean, Brian Littrell, Kevin Richardson e Howie Dorough), o programa, que deveria ser emitido a 14 de dezembro, contava com a participação de celebridades como Seth Rogen, Meghan Trainor, e Nikki Glaser.

Nem Nick Carter nem os restantes elementos da banda se pronunciaram publicamente sobre este episódio. O cantor de 42 anos (que perdeu recentemente o irmão mais novo, Aaron, encontrado morto em casa), emitiu um comunicado através do seu advogado, negando as acusações.

Aaron Carter, irmão mais novo de Nick dos Backstreet Boys, encontrado morto aos 34 anos
Aaron Carter, irmão mais novo de Nick dos Backstreet Boys, encontrado morto aos 34 anos
Ver artigo

"As alegações sobre este incidente que, supostamente, aconteceu há mais de 20 anos, são não só legalmente sem mérito como totalmente falsas", escreveu Michael Holtz, em comunicado enviado à "Variety". "Infelizmente, nos últimos anos, a senhora Ruth tem sido manipulada a fazer alegações falsas sobre Nick — e essas alegações têm mudado ao longo do tempo. Ninguém deve ser enganado por uma manobra publicitária orquestrada por um advogado oportunista — não existe qualquer fundo de verdade nestas alegações, e não temos dúvidas de que os tribunais rapidamente perceberão isso".

Nick Carter é casado há oito anos com Lauren Kitt. O casal tem dois filhos: Odin, de 6 anos, Saoirse, 3 anos e Pearl, 19 meses.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.