Apenas Harry pôde estar presente na cerimónia fúnebre do príncipe Filipe, que morreu a 9 de abril, aos 99 anos. No entanto, Meghan Markle, cujos médicos recomendaram que não fizesse a viagem de 12 horas dos Estados Unidos para o Reino Unido, não deixou de homenagear o avô do marido na despedida deste sábado, 17. No centro da capela de São Jorge estava uma coroa de flores, escolhida a dedo pelo próprio casal.

O arranjo colorido, feito por uma das floristas de eleição do casal, Willow Crossley, incluía flores com múltiplos significados: desde a acanthus mollis, uma flor da Grécia, país onde o príncipe Filipe tinha raízes, a eryngium, flor que fazia parte da coroa e representa os The Royal Marines (fuzileiros), ou ainda a campânula, símbolo de gratidão e amor eterno, de acordo com a revista "Hello".

Da união de William e Harry à emoção de Carlos. 6 momentos marcantes do funeral do príncipe Filipe
Da união de William e Harry à emoção de Carlos. 6 momentos marcantes do funeral do príncipe Filipe
Ver artigo

A coroa de cores branco e violeta também tinha rosmaninho como significado de lembrança, lavanda para devoção e rosas, de modo a representar o mês de junho, data de nascimento do duque — 10 de junho de 1921.

Meghan Markle assistiu à cerimónia a partir de Montecito, na Califórnia, e na sua ausência o mundo esteve atento à relação entre os irmãos Harry e William, passando assim despercebido pormenores como a coroa colocada pelo casal na capela de São Jorge para homenagear o marido de Isabel II.

Para surpresa de todos, apesar de durante o cortejo terem estado separados pelo primo Peter Philips, à saída da capela Harry e William foram lado a lado, acompanhados por Kate Middleton, duquesa de Cambridge.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.