Ouvimos as palavras "caramelo salgado" e ficamos logo em alerta. "Onde é que está essa maravilha que tão harmoniosamente junta o doce e o salgado no mesmo creme macio (e tão calórico, mas isso são outros quinhentos)?", pensamos. Pois bem, se seguir esta receita, pode tê-lo em sua casa, no seu frigorífico — o que, convenhamos, pode ser a melhor e a pior ideia de sempre, mas, outra vez, outros quinhentos.

Antes de passarmos à fácil receita da blogger "Sally's Baking Addiction", um pedaço de trivia sobre este doce salgado: foi criado em 1977 pelo chocolateiro francês, natural da Bretenha, Henri Le Roux que se pôr a inventar na cozinha, tendo como objetivo criar um produto diferente de todos os outros. Eis que três meses depois, chegou à fórmula ideal: um bombom com uma textura muito particular, feito de caramelo e manteiga semi-salgada, a que viemos a chamar de caramelo salgado — ou caramel au beurre salé.

Gostou? Pronto, agora é seguir para o fogão e fazer o seu. Depois, pode barrá-lo em bolos, em bolachas ou, em momentos de desespero, comê-lo à colherada — o que, pronto, não será muito boa ideia por todos os motivos do mundo.

Receita. Faça este pudim de leite condensado na caneca em apenas 2 minutos
Receita. Faça este pudim de leite condensado na caneca em apenas 2 minutos
Ver artigo

Ingredientes:
200g de açúcar granulado
6 colheres de sopa de manteiga salgada, a temperatura ambiente, cortada em 6 pedaços
120 ml de natas
1 colher de chá de sal

Modo de preparação:
Aqueça, numa panela e lume médios, o açúcar granulado, mexendo sempre com uma espátula de borracha resistente ao calor ou com uma colher de pau. O açúcar formará torrões e, eventualmente, derreterá, formando um líquido espesso acastanhado, enquanto for mexendo. Depois de o açúcar estar completamente derretido, adicione imediatamente a manteiga. Tenha cuidado nesta etapa, porque o caramelo borbulha quando a manteiga é adicionada. Mexa a manteiga no caramelo até derreter completamente, durante cerca de 2 minutos. Se notar que a manteiga se está a separar do açúcar, ou se este se estiver a acumular, retire do fogo e bata vigorosamente. Adicione, muito lentamente, as natas, enquanto continua a mexer. Como as natas são mais frias do que o caramelo, novamente, a mistura irá borbulhar rapidamente. Deixe ferver durante 1 minuto. Retire do fogão e misture 1 colher de chá de sal. Deixe arrefecer para o caramelo engrossar.

Cubra bem e guarde até um mês no frigorífico — o caramelo solidifica no frio, portanto re-aqueça no microondas ou fogão até ganhar a consistência certa.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.