Revolução. Foi mais ou menos o que aconteceu com a carta do restaurante Eat Pray Love, no Cais do Sodré, em Lisboa. É um espaço para comer de manhã à noite e ainda bem que assim é, já que tanta coisa há para provar.

A carta mudou por completo para celebrar o primeiro ano de vida, com exceção de um ou outro clássico que se fosse tirado seria como um atentado para alguns clientes. É o caso do kokoa, bolo de chocolate com topping de framboesas, conhecido por ser sem pecado, e das sangrias, em particular a de maracujá e vinho verde.

O verão chegou ao Therapist cheio de cor e sabores "uau" — como o chantilly vegan das panquecas
O verão chegou ao Therapist cheio de cor e sabores "uau" — como o chantilly vegan das panquecas
Ver artigo

Mas para refrescar há outras novidades logo na seção dos cocktails. Um deles é o Serenity, que achámos interessante pelo facto de levar aquafaba de modo a dar alguma cremosidade em vez se usar clara de ovo — tornando-se assim um cocktail vegan, ao mesmo tempo que é mega instagramável.

Os cocktails, que tanto podem servir de aperitivo como acompanhamento para refeição, são o símbolo de equilíbrio num restaurante de perfil flexitariano — com opções vegetarianas, veganas e também com carne e peixe —, assim como com uma vertente mais saudável, já que no Eat Pray Love não entram açúcares refinados.

Fomos conhecer as novas propostas neste âmbito e deixamos já um teaser do que aí vem: uma sobremesa de rezar por mais.

Eat de manhã à noite

Quase não passou nada da última para a nova carta, feita com consultoria da chef Amábile Kolenda, que está ajustada a todas as horas do dia (pelo menos enquanto o Eat Pray Love está aberto, das 10 horas à meia noite).

Para começar a manhã, é possível optar pelas novas panquecas, como as mais frescas de frutas da época e açaí (7€) ou as mais gulosas de banana, chocolate e calda de caramelo de coco (7€). Nas bowls, surge no topo um pudim de chia tiramisù (4,50€) e a chamar o verão uma bowl tropical, com banana, manga, ananás, curcuma, gengibre e bebida de coco (6,50€).

Quem fala de manhã, fala de brunch ou almoço, no fundo não há horas do dia para comer tudo o que se serve no restaurante, adepto do conceito de “brunch all day”. Às 12h tanto pode ir para comer o novo prato de brunch, composto por burrata, vegetais salteados, omelete, fatia de pão de fermentação lenta, abacate, molho pesto, salada da época (12,80€), como ir pelas 14h e fazer um almoço tardio completo.

Aí podem entrar as tostas, como a de abacate e ovo com molho holandês (7€) e a sua versão vegan com tofu mexido em vez de ovo (7,50€), uma salada de esparguete de courgete, molho pesto e burrata (8€) ou um dos hambúrgueres, entre eles o de pão brioche, hambúrguer de cogumelos Tanah vegan, maionese de alho assado e de pimento fumado (12,50€).

A aproximar-se a noite, ora se petiscam os novíssimos tacos, proposta introduzida pela primeira vez na ementa, entre os quais o de frango picante (8€) e o de bacalhau com pimento vermelho (8€), ora os pratos compostos.

Há dois vegetarianos — caril fresco tailandês (13) e couve flor assada com húmus (11€) —, um de carne, o frango em molho com cogumelos e espargos, acompanhado de purê de couve flor cremoso com azeite de trufas (12€), e outro de peixe: canelloni de salmão e requeijão (12,50€).

Provámos este último e há que dizer que o pedido feito ao engano. Ao engano porque é-nos dada a opção de escolher como acompanhamento arroz ou salada e optámos pela salada porque a ideia de canelloni leva-nos para algo pesado. E logo aí enganámo-nos redondamente.

Eram três rechonchudos canelloni afundados num molho de tomate que de imediato nos fez perceber mais um engano: precisamos de arroz. Juntar ambos foi o culminar de uma refeição bem sucedida e mais saudável, já que este canelloni é feito com fatias de beringela em vez da tradicional massa de ovo.

Eat Pray Love. Canelloni de salmão e requeijão (12,50€).
Eat Pray Love. Canelloni de salmão e requeijão (12,50€). créditos: instagram

Quanto a sobremesas, só temos uma coisa a dizer: pray.

Pray de satisfação e aos sábados

Eat Pray Love. Cookie vegan de frigideira (4,50€)
Eat Pray Love. Cookie vegan de frigideira (4,50€) créditos: divulgação

Há quem dê as mãos antes de começar a refeição e quem prefira deixar os agradecimentos para o fim. Escolheríamos talvez esta última opção, digna de acontecer depois da nova cookie vegan de frigideira, servida com caramelo de coco e bola de gelado de baunilha (4,50€). Só esta descrição já nos deixou de novo de água na boca dada a explosão de texturas e contraste de temperaturas que este pedaço de gula, no qual não entram açúcares refinados, suscita.

Quem entra no Eat Pray Love, mais do que a primeira proposta, comer, procura rezar no sentido de ter paz de espírito.

Ballet Fitness. Esta modalidade é perfeita para tonificar o rabo e as pernas (a postura também agradece)
Ballet Fitness. Esta modalidade é perfeita para tonificar o rabo e as pernas (a postura também agradece)
Ver artigo

Isso é conseguido ao nutrir o corpo de forma mais saudável e também ao juntar a alimentação à prática de ioga, ballet, body dance ou à participação em workshops, palestras e eventos direcionados para o bem-estar do corpo e mente integrados no novo EPL Concept Studio + Brunch.

Todos os sábados haverá uma programação diferente, das 10h ao 12h, que promete levar-nos a Bali, ilha na Indonésia, para onde foi Liz Gilbert (Julia Roberts) com o objetivo de encontrar a sua paz no filme "Comer Orar Amar" (do título original "Eat Pray Love", que dá nome ao restaurante).

Love sempre (e em boa companhia)

De domingo a quinta-feira é dia de pray à mesa. Mas mal chega a sexta-feira e sábado as rezas trocam-se pelo murmurar das letras que vão passar nas sessões de DJ sets e música ao vivo.

Esta é outra das novidades do Eat Pray Love e apropriada para provar os novos cocktails. Entre eles está o Love, nem a propósito, um cocktail delicado e estético, feito com Smirnoff infusionada com baunilha, morango, limão, leite de Côco, licor de flor de sabugueiro, aquafaba (12€), que vimos chegar a outras mesas e a ser erguido em direção à boca vezes e vezes sem conta até este amor num copo alto acabar.

O Love é para os que gostam de bebidas mais doces, mas se o seu gosto, como o nosso, prefere o contrário, o Serenity, com Tanqueray London Dry, Aperol, limão e aquafaba (12€), e o Wellness (10€), são as melhores opções. Apesar de este último parecer um sumo verde, tem mesmo álcool, Tanqueray London Dry, combinado com pepino, manjericão e limão.

Os Santos vão começar mais cedo. Este fim de semana há Arraialzinho no Parque da Bela Vista
Os Santos vão começar mais cedo. Este fim de semana há Arraialzinho no Parque da Bela Vista
Ver artigo

Liz Gilbert (Julia Roberts) certamente gostaria que em 2010, ano de lançamento do filme, já existisse este restaurante para que não tivesse de andar pelo mundo para encontrar-se a si própria. No entanto, assim que abriu em 2021, entrou na decoração do Eat Pray Love e de lá não saiu mais. Tal como Liz Gilbert, nós já encontrámos o nosso eu: à mesa ou no tapete de ioga do Eat Pray Love.

Morada: Travessa do Carvalho 27-29, Cais do Sodré, Lisboa
Telefone: 212 480 548
Horário: de segunda a domingo das 10h às 00h

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.