O panorama atual não é o melhor para os negócios e para o nascimento de novos projetos, mas nem mesmo a instabilidade do presente travou a abertura do Vila Bica, o mais recente gastropub da cidade de Lisboa localizado num dos bairros mais festivos da capital, a Bica.

"Começámos as obras em janeiro e estava tudo previsto para abrirmos por volta de março, abril. A situação da COVID-19 atrasou tudo devido ao confinamento e só conseguimos abrir em junho", explica João Colaço, o proprietário do Vila Bica, à MAGG. O espaço abriu portas oficialmente a 16 de julho, embora tenha passado anteriormente por um período de soft opening.

O Unique Sushi Lab já reabriu, mudou de conceito e tem menus para "causar". Palavra do chef
O Unique Sushi Lab já reabriu, mudou de conceito e tem menus para "causar". Palavra do chef
Ver artigo

Apesar de a pandemia não ter acabado com o projeto, João Colaço não esconde as dificuldades inerentes à abertura de um espaço do género no meio de tantas limitações. "A limitação de ter apenas 50% da capacidade e de ter um horário mais reduzido faz com que o prejuízo seja ainda maior. Pensámos também em aumentar a esplanada [de momento, tem 12 lugares], algo que não nos foi permitido pela Junta de Freguesia. Ou seja, existem várias adversidades, mas seguimos com o plano que estava traçado".

Morada: Rua dos Cordoeiros 2-4, Bairro da Bica, Lisboa
Telefone: 919 162 674
Horário: 18h-23h (fecha à segunda-feira e terça-feira)

E se a Bica "é linda", este novo espaço não lhe fica atrás. Determinado a conquistar clientes para este conceito de cultura de pub e  jantares tardios, a ideia do Vila Bica parte da partilha entre amigos, ao fim do dia, estendendo-se até à noite, com uma forte aposta nas ostras, que pode consumir ao natural (3€ a unidade, 10€ por dose de quatro) ou em tártaro (5€).

Para além desta especialidade, a carta do Vila Bica faz-se de muitos pratos frescos, como ceviches de robalo e salmão (9€), choquinhos em molho diablo e pickles (9€) ou tártaro do lombo (9€). Os quentes não são esquecidos, com baos veggie (9€), ovos rasgados com azeite de trufa (9€), salmão braseado (9€), e ainda preguinhos (8€) e vazia maturada (12€), entre outras opções.

E se até aqui a comida já o conquistou, espere até dar uma olhadela à carta de cocktails, perfeitos para combinar com este menu de partilha: escolha entre A Tabacaria, com base de rum, Porto Graham’s 10, orgeat, óleo saccharum, hortelã, limão e flor de laranjeira (10€); o Purple Peach, com vodka, licor de alperce, sumo de pêssego, natas, limão, clara de ovo e xarope de alfazema (9€); ou o Evening Take Off, com Campari infusionado c/café, Porto Graham’s 10, La Quintinye, hortelã e soda (9€), entre uma carta de bebidas cheia de outras alternativas, bem como vinhos a copo e à garrafa.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.