As portas d'"O Clube" vão voltar a abrir-se já este sábado, 9 de outubro, para os subscritores da OPTO, a plataforma de streaming da SIC. Depois de duas temporadas em que o crime, a noite e o sexo andaram de mãos dadas, este novo capítulo de episódios traz mais tensão, dilemas e um elenco renovado.

Um dos novos rostos da série será Lourenço Ortigão que, em agosto, aceitou o convite para fazer parte da SIC depois de 12 anos a representar a TVI, o canal em que se estreou na representação com "Morangos Com Açúcar". Sobre a sua personagem na série, explicou aos jornalistas, podemos esperar uma figura de "caráter duvidoso" que vem assumir as funções de gerente e dono do clube noturno mais exclusivo de Lisboa. O seu nome é Kiko.

"Glória". Já sabemos quando chega a primeira série portuguesa da Netflix (e é ainda este ano)
"Glória". Já sabemos quando chega a primeira série portuguesa da Netflix (e é ainda este ano)
Ver artigo

"É um rapaz que vem de Ibiza e que traz dinheiro ilícito. Comprou o Clube, tentou dar-lhe um ar novo, trazer malta mais jovem e rejuvenescer o espaço", explicou o ator em setembro, aquando da apresentação das novidades da SIC para os próximos meses.

A mudança na gerência do espaço, no entanto, prevê-se tudo menos pacífica. Mas Ortigão não é a única novidade no elenco e a ele juntam-se Jessica Athayde, Ana Marta Ferreira, Maria Dominguez, Beatriz Godinho e Índia Branquinho.

Os oito episódios que totalizam a nova temporada são, à semelhança dos anteriores, escritos por João Lacerda Matos, o mesmo que escreveu produções como "Vento Norte" e "A Lista" e que, aquando da estreia da primeira temporada de "O Clube", se referiu à série como o resultado de muita pesquisa. Uma das fontes consultadas foi o livro de Elsa Bicho sobre as memórias do porteiro do Elefante Branco. Mas só isso não bastava, porque, enquanto obra literária, eram-lhe inerentes algumas limitações — a começar pela época a que diz respeito.

"É um livro que está muito cristalizado no seu tempo, uma vez que as histórias que ali são retratadas passam-se entre a década de 80 e 90. Além disso, aquela casa, tal como ela existia, já não existe", explicou, na altura, em entrevista à MAGG.

"Queríamos contar uma história que não caísse nos estereótipos da noite, que tivesse alguma verdade. Mas que, apesar disso, tivesse um gradiente de série, sendo mais imprevisível e sofisticada a cada episódio", continua.

O guião que assina é transportado para o ecrã pela mão da realizadora Patrícia Sequeira ("Bem Bom"), que pauta pelos mesmos tons néon e vibrantes das temporadas anteriores.

A terceira temporada de "O Clube" começa a ser transmitida este sábado, 9, na OPTO SIC. Os restantes episódios serão disponibilizados semanalmente.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.