No início de julho surgiram as primeiras notícias de que a Netflix se preparava para reduzir o investimento em grandes produções que pudessem não trazer retorno à plataforma. O contexto era este: o filme "Operação Fronteira", com Ben Affleck, Oscar Isaac e Pedro Pascal nos papéis principais, custou cerca de 100 milhões de euros em produção mas não atraiu público suficiente para justificar um orçamento deste tipo.

Embora os vários meios de comunicação falassem num repensar de estratégia para o futuro, Ted Sarandos, diretor de programação do serviço, desvalorizou as notícias e revelou estar orgulhoso daquele que era "um dos filmes mais populares" da Netflix.

E como que para pôr fim aos rumores, a 9 de julho chegou o anúncio de que a empresa de streaming tinha comprado o novo filme com Dwayne Johnon, Gal Gadot e Ryan Reynolds, chamado "Red Notice", por cerca de 177 milhões de euros.

AXN transmite os 8 filmes que inspiraram "Era Uma Vez... em Hollywood" de Tarantino
AXN transmite os 8 filmes que inspiraram "Era Uma Vez... em Hollywood" de Tarantino
Ver artigo

Antes desse, que ainda vai ser filmado, chega "O Irlandês" — a nova longa-metragem realizada por Martin Scorsese que já tem o orçamento avaliado em, pelo menos, 150 milhões de euros. Feitas as contas, são quase 330 milhões de investimento que apenas "Red Notice" promete capitalizar por ser um blockbuster repleto de ação.

Segundo o "The Wall Street Journal", o filme de Scorsese é a aposta mais arriscada por ser um "drama histórico capaz de atrair apenas adultos interessados em temas mais sérios", mas também por custar tanto ou mais do que filmes de ação e aventura indicados para todas as idades.

No elenco estão nomes como Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci que, através das novas tecnologias de edição, vão parecer mais novos sempre que a linha temporal do filme assim o exigir. E é este um dos motivos para que a mesma publicação o considere "o filme dramático mais caro dos últimos anos."

Embora ainda não se conheça a data de estreia, espera-se que venha a ser um dos candidatos para o Óscar de Melhor Filme e que lance Robert De Niro na corrida para o prémio de Melhor Ator.

A propósito do lançamento do trailer na quarta-feira, 31 de julho, mostramos-lhe tudo o que precisa de saber sobre uma das produções mais esperadas da Netflix para este ano.

1. O filme baseia-se numa história real

Com base no livro "I Heard You Paint Houses" (que no mundo da máfia é linguagem de código para se referir a alguém que mata por dinheiro), o filme vai contar a história de Frank Sheeran, um associado da família criminosa Bufalino, nos EUA.

Terá sido através de várias entrevistas inéditas ao escritor Charles Brandt que Sheeran assumiu, em 1975, ter assassinado Jimmy Hoffa, o líder sindical que desapareceu misteriosamente e nunca mais foi encontrado. No fundo, trata-se de um filme de gangsters e a forma como estes se movimentam no submundo do crime.

2. Sabe o que "O Irlandês" e "Capitã Marvel" têm em comum? Efeitos especiais caríssimos

Segundo a revista "TV Guide", um dos motivos que levou o novo filme de Scorsese a demorar tanto tempo a ser feito tem que ver com os efeitos especiais. É que, em "O Irlandês", os atores Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci vão parecer muitos anos mais novos porque a história assim o exige.

A mesma técnica foi utilizada em "Capitã Marvel", lançado este ano, quando os efeitos especiais foram usados para tornar Samuel L. Jackson 20 anos mais novo.

À mesma publicação, um dos editores do filme de Scorsese explica o processo: "Na primeira parte do filme os atores são muito mais novos enquanto que na segunda parte já aparecem com a idade que têm na vida real. É um risco enorme."

3. É muito diferente de filmes como "Tudo Bons Rapazes"

Embora seja um filme de gangsters a piscar o olho a produções como "Os Sopranos", "O Padrinho" e "Tudo Bons Rapazes", Scorsese já fez saber que "O Irlandês" é muito diferente daquilo a que estamos habituados.

À revista "Cinema Blend", o realizador diz que nesta produção a ideia é, além de não parecer tão apressado como "Tudo Bons Rapazes", mostrar uma outra perspetiva de personagens tão complexas como estas.

Dilema nos Óscares. Quem vai concorrer ao prémio de Melhor Ator: DiCaprio ou Brad Pitt?
Dilema nos Óscares. Quem vai concorrer ao prémio de Melhor Ator: DiCaprio ou Brad Pitt?
Ver artigo

"O estilo, os cortes e os frames deste novo filme foram todos pensados com muito tempo de antecedência. Além disso, as personagens de 'O Irlandês' são mais velhas e, por isso, trata-se de fazer uma retrospetiva daquilo que foi a vida de um homem e das escolhas que teve de fazer."

4. O filme é da Netflix mas espera-se que chegue aos cinemas — como "Roma"

Ainda não há data de estreia anunciada mas espera-se que, tal como o filme "Roma", "O Irlandês" seja lançado nos cinemas durante um período limitado e só depois chegue à plataforma. Até porque esse é um dos requisitos para que possa fazer parte da corrida aos Óscares em 2020.

A nova longa-metragem de Martin Scorsese vai abrir o Festival de Cinema em Nova Iorque, em setembro, e deve ser lançado no cinema e no catálogo da Netflix no outono.

Newsletter

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma magazine para mulheres MAGGníficas. A MAGG faz um apanhado das mais estranhas que encontrámos nos sites das lojas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.