Nos primeiros dois fins de semana de setembro, a 4 e 5 e depois a 11 e 12, os jardins mais bonitos de Lisboa vão estar abertos para acolher a 8.º edição do festival Jardins Abertos. O festival, cujas atividades são totalmente gratuitas mas sujeitas a limite de lotação, junta profissionais de jardinagem, paisagismo, cultura e sustentabilidade para quatro dias de exposições noturnas, percursos guiados e atividades para fazer em família, com especial foco na educação das crianças para a sustentabilidade.

Logo no primeiro dia, a 4 de setembro, o festival arranca às 10h com a iniciativa Varandas Verdes que vai levar a cabo uma ação de plantio coletivo para tornar quatro fachadas da cidade de Lisboa mais verdes através da instalação de jardins verticais.

À mesma hora acontecem mais duas atividades, As Árvores da Quinta, na Quinta Pedagógica dos Olivais, com foco para famílias, e um percurso guiado pelas novidades da Praça de Espanha, cujo parque urbano foi inaugurado a 13 de junho.

Mais para a noite, o programa prossegue com outro percurso guiado, desta vez pelas espécies de plantas do jardim da Estrela que pelas 19h estarão iluminadas pelas luzes quentes do final de dia. A programação encerra com uma exposição às 24h sobre curiosidades botânicas, marcando o ano internacional das Frutas e Legumes. No domingo, 5 de setembro, a atividade noturna repete-se, bem como outras que podem ser feitas em família.

É melhor escrever um livro: das Night Stories, em Lisboa, vão ficar muitas histórias para contar
É melhor escrever um livro: das Night Stories, em Lisboa, vão ficar muitas histórias para contar
Ver artigo

Já no fim de semana de 11 e 12, ao cartaz de sábado junta-se outra sugestão, uma visita guiada pelo jardim-terraço da Procuradoria Geral da República às 14h, e no domingo uma das novidades é a oficina de tinta de escrever, feita a partir de bugalho (produzido pelos carvalhos para se protegerem das picadas de insetos), que terá lugar no jardim Gulbenkian. Pode encontrar o programa completo no site do festival.

As atividades vão passar pelos mais belos jardins de Lisboa, desde a Estufa Fria, passando pelo parque botânico do Monteiro-Mor, até a um jardim secreto que só será revelado na atividade de 12 de setembro.

O festival vai também contar com atividades online, mas quem quer mesmo sair à rua para explorar os jardins lisboetas terá de fazer inscrição prévia (exceto para visitas aos jardins). Pode marcar junto do jardim ou promotor de cada atividade, indicados na agenda do festival.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.