A Direção-Geral de Saúde tem estado a preparar orientações para os portugueses saberem como devem proteger-se da COVID-19 dentro e fora de casa. Uma parte das mesmas estão agora aglomeradas no primeiro manual lançado esta quinta-feira, 14 de maio.

Num total de 35 páginas, o primeiro volume começa por explicar o que é este vírus e como se pode proteger — explicando como manter o devido distanciamento e ainda como usar corretamente os equipamentos de proteção, como é o caso das máscaras, através de exemplos.

máscara
créditos: DGS

Mais adiante, o documento segue para a prática: as medidas de higiene ambiental. Estas dizem respeito a todos os desafios com que nos temos confrontado até agora mal chegamos a casa. Quais os desinfetantes domésticos mais eficazes para lavar o chão? A que temperatura deve ser lavada a roupa? E, por fim, a dúvida que nos começa a atormentar só de pensar que o verão está a chegar: podemos ou não ligar o ar condicionado?

Ar condicionado pode transmitir o novo coronavírus. DGS lança manual de regras para o usar corretamente
Ar condicionado pode transmitir o novo coronavírus. DGS lança manual de regras para o usar corretamente
Ver artigo

São apenas algumas das questões agora respondidas no primeiro volume, que chega mais de um mês depois de Portugal entrar em estado de emergência, a 19 de março, mas que vêm a tempo de corrigir o que podemos estar a fazer menos bem.

Ponto por ponto, veja o essencial sobre como deve proceder no dia-a-dia, especialmente em casa.

Desinfeção doméstica

A lixívia é um desinfetante doméstico forte, cujo principal ingrediente é o hipoclorito de sódio, que é eficaz a eliminar o SARS-CoV-2. A sua utilização deve ser cuidadosa, uma vez que em concentrações elevadas pode ser nociva para o utilizador, além de poluir o meio ambiente.

  • Deve ser diluída em água fria, uma vez que a água quente a torna ineficaz e aumenta a sua volatilidade, ou seja, facilita que passe da sua forma líquida a gasosa, promovendo a libertação de gases tóxicos;
  • Ao aplicar lixívia, ou outro produto semelhante, deve ter em conta o recomendado na ficha de dados de segurança do produto, nomeadamente abrir as janelas para arejar e renovar o ar, evitando inalar a lixívia e o contacto com os olhos e a pele, ajudando também a secar mais rapidamente as superfícies;
  • A desinfeção com lixívia é especialmente importante em locais onde houver a presença de uma pessoa com COVID-19;
  • Para utilização no domicílio de uma pessoa com COVID-19, deve-se diluir 1 parte de lixívia (com uma concentração original de 5%) em 99 partes iguais de água, ou seja, 4 colheres de chá de lixívia num 1 litro de água.

Todas as superfícies podem ser veículos de contágio. No entanto, o risco varia consoante a sua frequência de manipulação, toque ou utilização:

  • Deve limpar e descontaminar as zonas de contacto frequente, como por exemplo maçanetas das portas, corrimões, interruptores de luz, comandos ou teclados;
  • As áreas de confeção de alimentos e instalações sanitárias também devem ser descontaminadas com regularidade;
  • A limpeza deve ser realizada sempre no sentido de cima para baixo e das áreas mais limpas para as mais sujas;
  • Comece por lavar com detergente de uso doméstico e de seguida aplique lixívia diluída em água, deixando atuar 10 minutos. No caso de uma habitação em que nenhum dos coabitantes está infetado, não é estritamente necessário utilizar lixívia;
  • No caso de telemóveis, deve consultar as indicações do fabricante do telemóvel e verificar se pode usar toalhitas humedecidas em detergente ou álcool a 70%;
  • Quanto maior a frequência de manipulação, maior deve ser a frequência de descontaminação.

Lavagem da roupa

Ainda não há certeza sobre o tempo de sobrevivência do SARS-CoV-2 nos diferentes materiais da roupa. Contudo existem certos cuidados que pode ter para prevenir a possível transmissão através destes meios.

Só é necessário descontaminar a roupa nos seguintes casos:

  • Doente com COVID-19;
  • Cuidador de pessoas doentes com COVID-19;
  • Profissional de saúde;
  • Outras pessoas que possam ter estado em contacto com pessoas ou superfícies contaminadas.

Nesse casos, quando colocar a roupa a lavar, deve:

  • Evitar sacudir a roupa suja;
  • Ler com atenção as indicações na etiqueta da roupa, para saber os cuidados que deve ter;
  • Lavar preferencialmente na máquina, com a maior temperatura possível (pelo menos a 60ºC durante 30 minutos, ou entre 80-90ºC, durante 10 minutos para descontaminar através da temperatura);
  • Caso não seja possível lavar a altas temperaturas e precise de descontaminar a roupa, use um produto desinfetante próprio para roupas (como por exemplo, lixívia). Existem produtos desinfetantes próprios para roupas com cor.
Guia com os 8 passos obrigatórios para organizar de vez o seu guarda-roupa
Guia com os 8 passos obrigatórios para organizar de vez o seu guarda-roupa
Ver artigo

Se utilizar uma lavandaria pública deve:

  • Organizar as suas roupas antes de ir à lavandaria, de forma a só precisar de as colocar na máquina quando estiver no local;
  • Dobrar as roupas limpas em casa, para reduzir o tempo de permanência na lavandaria e o número de superfícies em que toca;
  • Usar lenços ou um desinfetante das mãos para limpar os puxadores das máquinas e os botões antes de os utilizar ou, se a lavandaria tiver um lavatório, lavar as mãos com sabão após tocar nas máquinas;
  • Manter uma distância de 1,5-2 metros, ou esperar do lado de fora ou noutro local, se estiverem outras pessoas na lavandaria;
  • Caso tenha sintomas sugestivos de COVID-19, como febre, tosse ou dificuldade respiratória, não deve recorrer a locais públicos.

Sistemas de ventilação e ar condicionado

Em espaços fechados, deve abrir as portas ou janelas para manter o ambiente limpo, seco e bem ventilado. Caso não seja possível, deve assegurar o funcionamento eficaz do sistema de ventilação, assim como a sua limpeza e manutenção:

  • Mantenha os locais ventilados (pelo menos, 6 renovações de ar por hora), abrindo janelas e/ou portas;
  • Se necessitar de usar um sistema de ventilação de ar forçado, assegure-se que o ar é retirado diretamente do exterior e não ative a função de recirculação do ar;
  • Os sistemas de ventilação e ar condicionado devem ser sujeitos, de forma periódica, a limpeza e desinfeção;
  • É recomendado que desligue a função de desumidificação, do sistema de ventilação e ar condicionado;
  • Deve reforçar a desinfeção do reservatório de água condensada e da água de arrefecimento das turbinas do ventilador.

Tratamento de resíduos

Existem cuidados específicos a ter com os resíduos que produz, sobretudo se estiver com sintomas sugestivos de COVID-19.

Se for um caso confirmado ou suspeito de Covid-19, deve:

  • Utilizar um caixote do lixo com uma tampa, preferencialmente de abertura não manual (ex: com pedal). Caso não tenha um caixote de abertura não manual, lave as mãos antes e depois da sua utilização;
  • Ter um saco de plástico dentro do caixote. Este saco deve ser cheio até no máximo 2/3 da sua capacidade;
  • Fechar bem o saco de plástico com dois nós bem apertados e, preferencialmente, com um atilho ou adesivo. O primeiro saco de plástico deve ser colocado dentro de um segundo saco, igualmente bem fechado;
  • Os resíduos nunca devem ser calcados, nem deve apertar o saco para sair o ar;
  • Limpar e desinfetar os caixotes do lixo com regularidade;
  • Estes resíduos devem ser descartados em contentores coletivos de resíduos, após 24 horas da sua produção (nunca no ecoponto).

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.