Estamos cada vez mais próximos da estreia do tão aguardado documentário sobre os momentos conturbados vividos nos últimos anos pelo príncipe Harry e por Meghan Markle. O primeiro trailer chegou agora e a Netflix publicou as imagens na sua conta de Twitter. "Harry & Meghan. "Um evento global da Netflix. Brevemente, apenas na Netflix", escreveu a empresa.

O momento do lançamento deste trailer coincide com a visita aos Estados Unidos dos príncipes William e Kate Middleton, o que para o especialista em assuntos da realeza britânica Richard Fitzwilliams, citado pelo "Daily Mail", é uma decisão "obviamente cronometrada para tirar protagonismo da viagem a Boston" do herdeiro da coroa. Harry e Meghan "gostam de controlar a sua narrativa", justificou ainda. De acordo com Richard Kitzwilliams, Harry não conseguiu viver bem com o facto de o irmão William "estar a apresentar o Prémio Earthshot" e ir "encontrar-se com Joe Biden, que é muito prestigiante".

Ainda que a data de estreia não tenha sido revelada (oficialmente, pelo menos) e os fãs tenham de se contatar com um "brevemente", o primeiro trailer foi lançado esta quinta-feira, 1 de dezembro. E as imagens começam por mostrar uma série de fotografias românticas do casal, em diversos momentos de vida – nomeadamente, a gravidez de Meghan, a receção do casamento em África, entre outros.

Depois, vem a confirmação do mote desta produção: "Ninguém sabe o que acontece atrás de portas fechadas", afirma Harry. Realizado por Liz Garbus, o documentário vai relatar um lado mais íntimo do casamento dos duques de Sussex, como já é possível constatar em primeira mão.  Além disso, é expectável que a dupla se abra mais em relação aos anos tumultuosos enquanto membros sénior da família real britânica, assim como aquilo que os levou a abdicar dos seus deveres. Num dos momentos escolhidos, é possível ver Meghan com uma mão na cabeça, telefone na outra mão e aparentemente a chorar.

Meghan numa das cenas do documentário da Netflix
Meghan numa das cenas do documentário da Netflix

O anúncio da chegada do documentário ao catálogo da plataforma de streaming vem a público depois de os duques de Sussex fazerem de tudo para, alegadamente, atrasarem a estreia para 2023 – e muita tinta correu sobre as várias teorias que alicerçam esta mudança. Uma delas incide sobre as reações negativas à quinta temporada da série "The Crown".

No entanto, ainda antes da estreia da nova temporada dessa mesma série, Harry e Meghan fizeram vários pedidos à plataforma de streaming para retirarem algumas afirmações polémicas que proferiram. Isto aconteceu depois da morte da rainha Isabel II, avó do duque de Sussex, no passado mês de setembro. Fontes próximas do casal garantem que o objetivo é garantir que algumas das coisas ditas não caiam mal junto da opinião pública, num momento tão próximo ao da morte da monarca.

Afinal não é em 2023. Documentário explosivo de Harry e Meghan está quase a chegar à Netflix
Afinal não é em 2023. Documentário explosivo de Harry e Meghan está quase a chegar à Netflix
Ver artigo

Ainda que a Netflix não tenha anunciado a data, a imprensa internacional já anda a apregoar o dia 8 de dezembro como a data em que, finalmente, vamos poder ver a série documental, avança a "Page Six". Esta produção faz parte de um contrato milionário assinado pelos duques de Sussex, em 2020, através do qual faturaram mais de 100 milhões de dólares (101 milhões de euros).

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.