São cada vez mais as pessoas que procuram seguir uma dieta mais alcalina, com o objetivo de conseguirem manter o seu organismo mais equilibrado e melhorarem o estado da sua saúde. A realidade, e tal como explicou o Dr. Figueiredo Luz, o corpo tende a tornar-se mais ácido com o passar dos anos, mas há formas de contornar esta acidez através da alimentação.

Esta acidez que, na prática, significa que o pH do corpo está abaixo dos 7, o valor considerado neutro, pode surgir pelos mais diversos motivos. Desde o stresse emocional à exposição a elementos externos, como o fumo do tabaco à poluição, à dieta que é, talvez, o fator mais determinante. 

Consumir alimentos e bebidas que sejam intoxicantes para o organismo pode conduzir à diminuição do pH e, quando os níveis estão demasiado baixos, o corpo tenta compensar o pH utilizando minerais naturalmente presentes no organismo, nomeadamente, o magnésio. Quando estes minerais estão em falta, o organismo não vai ter capacidade de resposta para fazer esta compensação, o que pode levar à acumulação de ácidos, provocando alguns problemas de saúde. 

A importância de uma dieta equilibrada

Quando continuamos, a consumir alimentos e bebidas com um pH ácido, o corpo deixa gradualmente de ter a capacidade não só de dar resposta para manter o pH equilibrado, como também de absorver minerais e nutrientes que são essenciais para o seu bom funcionamento. Isto leva, também, à diminuição da produção de energia e da capacidade de regeneração de células danificadas. 

A longo prazo, o corpo deixa também de conseguir eliminar metais pesados como o chumbo, muitas vezes presente na atmosfera e na água que bebemos diariamente, e que pode causar problemas como anemia ou aumento da pressão arterial. Além disso, a não eliminação destes metais deixa o organismo mais fragilidade e suscetível a outro tipo de patologias.

Sabe o que é a água alcalina? Descubra os benefícios que pode ter para a sua saúde
Sabe o que é a água alcalina? Descubra os benefícios que pode ter para a sua saúde
Ver artigo

A acidez do organismo acontece, principalmente, por não mantermos uma dieta equilibrada e consumirmos produtos industrializados e processados. Além disso, o consumo regular de carnes vermelhas, ovos, laticínios, refrigerantes, café e adoçantes artificiais também levam a este processo de acidificação. Por outro lado, uma dieta alcalina é rica em vegetais frescos e água alcalina.

Torna-se, por isso, fundamental ter uma dieta equilibrada e que seja rica em alimentos com um bom poder alcalinizante. Isto é, que tenham um nível de pH elevado. 

Alimentos com pH elevado

— Espinafre
— Couve galega
— Pepino
— Brócolos
— Abacate
— Limão (Pelo seu sabor ácido, muitas pessoas pensam que o limão faz parte do grupo de alimentos que causam acidez, mas este fruto torna-se alcalino depois de ingerido)
— Cenoura

Água como alcalinizante

Já todos sabemos que beber água e garantir, pelo menos, a ingestão de 1,5 litros diários é essencial, sendo que o nosso corpo é constituído, maioritariamente, por ela. Contudo, há que saber exatamente que água escolher, e a realidade é que grande parte das águas que consumimos, entre elas a água da torneira, tem um pH de 7, ou seja, neutro. 

Isto não tem de ser, exatamente, um problema. No entanto, para quem está a tentar reverter os efeitos da acidez do organismo, o ideal é procurar uma água alcalina e com um pH mais elevado. A água VOA, com um pH acima de nove, é uma boa opção já que, além do seu pH elevado, é também purificada e mineralizada. 

O seu consumo, a longo prazo, ajuda a reverter os efeitos dos fatores externos, ao mesmo tempo que melhora a saúde em aspetos tão simples como a melhoria da circulação sanguínea, que ajuda a que tenha mais performance desportiva e energia. Além disso, os minerais presentes aumentam o seu poder de hidratação, o que ajuda a evitar problemas como a retenção de líquidos, tão comum entre as mulheres. 

Se quer passar a ter água alcalina à disposição em sua casa, saiba que os purificadores da VOA podem ser instalados facilmente em qualquer cozinha, e adaptados a qualquer situação. Conheça todas as soluções disponíveis através do site da VOA.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.