Há mais oito mortes e 2.374 novos casos de infeção em Portugal pelo novo coronavírus. São estes os dados divulgados este sábado, 28 de agosto, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), no novo boletim epidemiológico referente à evolução da crise sanitária no País.

Numa altura em que Portugal já tem 72% da população com vacinação completa, estuda-se a possibilidade de uma terceira dose que foi até aconselhada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) para pessoas imunossuprimidas. Contudo, um estudo revelou que maior parte dos portugueses está a favor da toma generalizada de mais uma dose. 

Ensino presencial a 100% e testes à qualidade do ar. O que se pode esperar no regresso às aulas
Ensino presencial a 100% e testes à qualidade do ar. O que se pode esperar no regresso às aulas
Ver artigo

60,3% aceita a hipótese e 32,8% considera que esta só deve ser administrada aos mais vulneráveis, segundo os dados do Barómetro de agosto da Intercampus para o jornal "Negócios", "Correio da Manhã" e CMTV. O inquérito mostra ainda que a maioria (16,8%) dos que não concordam, em qualquer circunstância, com uma nova dose, pertencem à região de Lisboa.

Este sábado está ainda a ser marcado pela notícia de que dois homens, de 30 e 38 anos, que tomaram os lotes da vacina Moderna suspensos esta quinta-feira, 26, devido à deteção de impurezas, morreram no início de agosto. As causas da morte estão a ser investigadas e "atualmente, as relações causais com as vacinas são desconhecidas", disse o ministério saúde japonês este sábado.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.