Chegou a vez dos jovens entre os 18 e os 29 anos, que fazem parte do grupo cuja taxa de incidência é mais alta e crescente, serem vacinados. A vacinação desta faixa etária arranca este domingo, 4 de julho, e os utentes serão convocados através de mensagem ou chamada por parte dos serviços de saúde. Quanto ao autoagendamento, ficará disponível progressivamente.

Os jovens dos 18 aos 29 anos serão vacinados por ordem decrescente de idade, de acordo com as orientações do grupo de trabalho para o plano de vacinação contra a COVID-19 em Portugal. A nova fase surge após ter sido aberto o autoagendamento para pessoas com 30 ou mais anos na última semana e coincide com o reforço da vacinação em Portugal nas próximas duas semanas. O objetivo, segundo o coordenador do grupo de trabalho, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, é administrar a primeira dose a 850 mil pessoas em cada semana.

Gravidez e COVID-19. Vacina pode ser tomada a partir das 21 semanas de gestação
Gravidez e COVID-19. Vacina pode ser tomada a partir das 21 semanas de gestação
Ver artigo

Esta quinta-feira, 1 de julho, Henrique Gouveia e Melo afirmou ainda que estavam "em estudo algumas ações que poderão vir a ser implementadas para apelar os mais jovens à vacinação", de modo a aumentar a adesão e alcançar a imunidade de grupo.

Uma das medidas, já em curso, é, por exemplo, o certificado digital europeu que permite entrar em concertos caso o certificado mostre uma das condições pedidas: estar vacinado contra a COVID-19, ter um teste com resultado negativo ou ter recuperado da doença. "Isso é visto como um incentivo à vacinação", disse a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

Sabe-se que 85,7% dos jovens entre os 16 e os 25 anos pretendem ser vacinados, contra 14,3% que ainda não decidiram se querem receber a vacina, de acordo com um estudo da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa, divulgado esta semana, segundo o jornal "Observador".

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.