Um estudo epidemiológico sobre a saúde psicológica dos portugueses divulgado esta quarta-feira, 14 de setembro, dá conta de que um em cada cinco portugueses (23%) sofre de problemas de saúde psicológica.  O documento da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) denuncia ainda o facto de haver "apenas 250" psicólogos nos centros de saúde, o que significa que estão disponíveis 2,5 psicólogos para cada 100 mil utentes. Devia haver 20 vezes mais para cumprir com o rácio recomendado: um por cada 5 mil utentes.

Este não deveria ser um problema, uma vez que em Portugal existem 24 mil psicólogos e desses, 5 mil têm especialidade em psicologia clínica e da saúde e 1.345 "possuem uma especialidade avançada em psicoterapia".

Intitulado de "Desenvolvimento sustentável e sustentabilidade dos cuidados de saúde primários", o relatório — lançado no mesmo dia em que o SNS e o Dia do Serviço Nacional de Saúde completam 42 anos — alerta para o facto de o panorama da saúde mental em Portugal se ter agravado com a pandemia. "Vários estudos reportam um aumento dos problemas de saúde psicológica (nomeadamente de ansiedade e depressão) entre os jovens e os adultos (sobretudo aqueles que ficaram desempregados, os pais e mães que tiveram de conciliar o cuidado de menores com a vida profissional, os profissionais de saúde, e pessoas com vulnerabilidades psicológicas prévias)", refere o documento a que o "Jornal de Notícias" teve acesso.

Anna Westerlund. "O Pedro morreu de suicídio porque o suicídio é uma consequência de uma doença mental"
Anna Westerlund. "O Pedro morreu de suicídio porque o suicídio é uma consequência de uma doença mental"
Ver artigo

Principalmente numa altura em que a pandemia deixou a população portuguesa fragilizada financeiramente, a Ordem dos Psicólogos Portugueses lembra que é preciso reforçar o acesso dos cuidados de saúde para todos. Para a OPP é imperativo "promover a saúde e prevenir a doença para responder ativamente à evolução das necessidades de saúde (física e psicológica) dos portugueses, bem como para garantir a sustentabilidade dos sistemas de saúde e de proteção social".

Para isso, e para que seja cumprido o Plano de Recuperação e Resiliência (PPR) — que, segundo a Ordem, tem tido um fraco investimento na prevenção e no diagnóstico precoce — a Ordem dos Psicólogos Portugueses sugere que sejam criados "núcleos de Psicologia onde ainda não existam", que seja feito um investimento na promoção da saúde e na prevenção da doença, desenvolvidas ações de monitorização de indicadores de Saúde Psicológica e Bem-Estar e que sejam adequadas as contratualizações financeiras nos Centros de Saúde.

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.