Os portugueses ditaram a expulsão de Ricardo Pereira e o casal do "Big Brother" foi separado. Fora da casa, o ex-concorrente espera pela namorada, Joana, e torce pela sua vitória.

"Big Brother". Conheça os quatro nomeados desta semana
"Big Brother". Conheça os quatro nomeados desta semana
Ver artigo

Ricardo sente-se grato por ter vivido a experiência do reality show "a dois", mas negou um jogo em casal. "Acabei por desleixar-me mais do jogo e deixei-o um pouco mais para trás. Deixei-me levar mais pelos sentimentos, mais do que a Joana", explicou, em conferência de imprensa, esta segunda-feira, 6 de dezembro.

O casal criou uma grande cumplicidade desde o início — tanta que, a dada altura, começaram a surgir especulações de que já se conheciam. Fora da casa da Malveira, o comissário de bordo desmentiu os rumores e contou que, numa fase inicial, chegaram a considerar que a aproximação poderia ser "prejudicial".

"Fomos apanhados nesta onda e deixámo-nos ir, porque também estávamos a precisar", sublinhou o ex-concorrente, "solteiro há quatro/cinco anos". Quanto ao futuro, esclarece que "só o tempo dirá", mas não tem dúvidas que quer "muito estar com a Joana" e que a relação resulte.

Apelidados de "RiJo" pelos fãs do formato, formaram o único casal desta edição do "Big Brother" — pelo menos, até ao momento — e a jovem do Seixal será a primeira namorada a conhecer a família de Ricardo, após a traição da mãe dos filhos. O ex-concorrente já falou com Francisco, 11 anos, e Martim, de 7 anos e o feedback foi positivo. "É muito importante que eles deem esse aval", confessou, sublinhando que se sente "nervoso e ansioso" com os primeiros contactos pessoalmente, "mas, por outro lado, tranquilo", com a certeza de que "as coisas vão correr bem".

Da parte de Joana, não tem dúvidas de que a namorada está preparada para receber e aceitar os seus filhos. O jovem explicou aos jornalistas que o assunto foi abordado na casa e, no final da semana passada, recebeu uma "declaração forte" da namorada, que o deixou "sensibilizado" e "muito seguro de que os miúdos estão dentro dos planos dela". "Mesmo não conhecendo esses dois seres, já tem tanto amor por eles e vai ser tão amiga deles como vai ser do pai" era, segundo Ricardo, o conteúdo da carta que recebeu de Joana.

"O tema não era sexo não consentido, era masturbação e estava a brincar"

Na perspetiva do ex-concorrente do "Big Brother", a namorada sempre se manteve "muito fiel" ao seu "jogo" e "estratégia", registo que irá manter depois da sua saída. "Vai ser sempre assertiva, vai ser muito observadora, vai ser muito competitiva, vai-se juntar às pessoas que gostam dela, ao Rui, ao Fábio", explicou.

Durante a sua passagem pelo "Big Brother", Ricardo foi apelidado de "exibicionista" por alguns colegas (por exemplo, Felicidade). Aos jornalistas, assumiu-se "vaidoso" e uma pessoa que gosta de estar "ao melhor nível", mas negou ser um "playboy".

A Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, no "Dois às 10", explicou que apenas se arrependia de "20 segundos" da sua prestação, correspondentes às alegações de comportamentos sexuais não consentidos — que conduziram a uma sanção. "O tema não era sexo não consentido, era masturbação e estava a brincar, porque o Bruno estava numa personagem", afirmou, em conferência de imprensa, referindo-se à conversa que teve com o colega, enquanto este estava disfarçado de padre, "num registo nada sério".

"Esse pecado [que confessava a Bruno], que é mentira, nunca aconteceu, poderia vir de uma auto satisfação, de uma masturbação minha". Ricardo recordou que o objetivo foi brincar com a "situação das intimidades", de modo a que os colegas "não percebessem se já tinham existido ou não", numa tentativa de "proteger a Joana" e fazer com que o assunto deixasse de ser falado. "Não é machismo, não é por ela ser mulher, mas não gostava que estivessem sempre de volta deste tema."

Para reforçar, garantiu ainda que contactos físicos sem consentimento são "algo asqueroso", "horrível" e mostrou arrependimento por ter "magoado" as pessoas.

Deixou o "Big Brother" a menos de um mês da final, portanto quer que Joana seja a vencedora. Em alternativa, a aposta é em Ana Barbosa, a concorrente que considera ser "mais completa" e "mais forte".

Em relação à mãe dos filhos, mencionada na Curva da Vida — que apresentou na gala em que foi expulso — afirma que, antes de entrar no programa, mantinham uma relação "cordial, saudável e sem qualquer tipo de ressentimentos", pelo que quer perceber se esta "ficou afetada" com a sua prestação e, em caso afirmativo, desculpar-se.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.