Na conferência de imprensa deste sábado, 21 de março, a Ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou que idosos que saiam de internamento devem ser testados para a COVID-19 antes de seguirem para a rede nacional de cuidados continuados ou lares.

"Há um conjunto de orientações para lares, que foram publicadas nas últimas horas e que referem que doentes que sejam transferidos, mais concretamente, de unidades hospitalares para a rede nacional de cuidados continuados ou para lares deverão se previamente objeto da aplicação de um teste à SARS-CoV-2."

COVID-19. Portugal já tem 1.280 infetados e 12 mortos — situação volta a agravar-se
COVID-19. Portugal já tem 1.280 infetados e 12 mortos — situação volta a agravar-se
Ver artigo

Depois de realizado o teste, avançou Marta Temido, os idosos deverão "ficar o mais isolados possível", tendo em conta que, apesar de ser necessário "fazer fluir os doentes no sistema de acordo com a sua necessidade de cuidados", este é um grupo com o qual "temos de ser especialmente cuidadosos", uma vez que se trata da "população mais frágil para a COVID 19, ou seja, a população mais idosa e provavelmente com mais morbilidades associadas."

Marta Temido, que cita a Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, e o diretor da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom, dizendo que "estamos sempre a aprender", acrescenta ainda que "essa aprendizagem é hoje muito clara no sentido de que são essas as pessoas acima de uma determinada idade as mais vulneráveis à doença, sendo que há outros grupos que também são grupos de risco."

A Ministra da Saúde explica que se trata de uma medida preventiva: "Considerando o grupo dos mais velhos, considerando aquilo que se conhece do efeito que houve em Itália de casos COVID 19, designadamente em lares, esta medida é uma medida protetora, uma medida que naturalmente tem consequências no trabalho, na forma como trabalhamos, como precisamos de nos organizar, mas que é muito importante."

COVID-19. Drama em Espanha: coronavírus entrou num lar, já matou 19 idosos e podem morrer muitos mais
COVID-19. Drama em Espanha: coronavírus entrou num lar, já matou 19 idosos e podem morrer muitos mais
Ver artigo

Recorde-se que em Madrid, Espanha, o vírus matou 19 idosos no lar MonteHermoso.

De acordo com o boletim da Direcção-Geral da Saúde desta sábado, 21 de março, há já 1280 infetados em Portugal e 12 mortos (o dobro do que no sexta-feira, 20 de março).

No início desta conferência de imprensa, Marta Temido referiu que, de acordo com a curva epidemiológica da doença, estima-se que o pico seja atingido a 14 de abril.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.