Todos os dias, 50 mil refeições vão para o lixo em Portugal. 50 mil. Nem precisamos de escrever isto com ponto de exclamação, já todos percebemos o quão preocupantes são estes números.

E se, no dia a dia, os portugueses têm dificuldade em gerir as compras e a preparação das refeições sem sobras, no Natal o cenário pode ficar fora de controlo.

É o bolo-rei, bolo rainha, o de chocolate e o de gila. O arroz doce "porque a avó gosta", mas o pai prefere aletria, "então é melhor fazer duas travessas". Há bacalhau, "mas também há polvo que o teu irmão não gosta de bacalhau". A namorada nova quer impressionar e traz três sobremesas e já é tradição o avô contribuir com os queijos e enchidos de entrada. De repente, está posta a mesa, não para os dez que era suposto, mas com o suficiente para alimentar as 30 pessoas que vivem no prédio.

Mas o mundo exige um consumo cada vez mais consciente, e aplicações como a Too Good To Go vieram revolucionar a forma como as sobras dos restaurantes, pastelarias e supermercados são geridas. Agora, a partir da app, o consumidor pode adquirir, a um preço reduzido, a comida que, de outra forma, acabaria no lixo.

E, no Natal, já a contar com o descalabro que é a rotina gastronómica em Portugal, a aplicação reuniu as sugestões de chefs bem conhecidos de todos para que as sobras das grandes refeições desta época ganhem uma nova vida.

A Too Good To Go desafiou Ljubomir Stanisic, Carlos Madeira, Pedro Gaspar, Rui Rebelo e Constança Cordeiro a criarem receitas com base nos excedentes alimentares do Natal. Os cinco chefs pegam no bacalhau, no peru e no bolo-rei e fazem destes produtos a matéria prima para novos pratos.

Aqui estão algumas sugestões de quem, com sobras,consegue fazer magia.

Torrada de Peru, Nabo, Ovo e Couve-galega (receita de Rui Rebelo, Chef do restaurante Oficina do Duque)

Os melhores chefs de cozinha mostram-lhe como aproveitar as sobras de Natal

Para o peru:

Picar 2 chalotas, acrescentar vinho branco, tomilho e resto do caldo de assar o peru, deixar reduzir.
Juntar o peru, deixar cozer lentamente até a carne se desfazer. acrescentar caldo sempre que necessário ainda quente mas fora do fogo, acrescentar sementes de mostarda, tapar com película 30m.

Para o nabo e ovo:

Cortar os nabos cozidos em pequenos cubos de 3cm x 3cm.
Numa frigideira muito quente colocar açúcar amarelo e caramelizar muito rapidamente os nabos, terminar com um pequeno golpe de vinagre de maçã.
Fazer puré e temperar com sal e pimenta.
Picar os ovos cozidos e misturar no puré

Para a couve:

Separar o talo da couve da folha. Laminar finalmente o talo e secar no forno.
Numa frigideira bem quente, apenas com um pequeno golpe de azeite e alho esmagado, tostar as folhas

Para o pão de forma:

Sem lavar a frigideira da couve, tostar as fatias de pão

Preparação:

Barrar o pão torrado com o puré.
Colocar as folhas e o peru.
Cortar na horizontal
Polvilhar com os talos secos

5 ideias para aproveitar as sobras do Natal
5 ideias para aproveitar as sobras do Natal
Ver artigo

Rum de bolo-rei (receita de Constança Cordeiro, bartender da Toca da Raposa)

Os melhores chefs de cozinha mostram-lhe como aproveitar as sobras de Natal

Ingredientes:

150g de bolo rei
1 garrafa de rum branco
15 ml de sumo de limão (acabado de espremer)
500 gr de açúcar
15 ml xarope de açúcar
250 ml de água

Preparação:

Cortar 150g de bolo rei tostado.
Cozinhar com uma garrafa de rum branco numa panela com o lume no mínimo durante uma hora. Coar e já está!

Para o xarope de açúcar (15ml)
Juntar numa panela 500 gr de açúcar e 250 ml de água
Colocar todos os ingredientes no shaker. Shake shake shake. E servir sem gelo!

Bolinhas de bacalhau com alioli (receita de Ljubomir Stanisic, chef do 100 Maneiras)

Os melhores chefs de cozinha mostram-lhe como aproveitar as sobras de Natal

Para as bolinhas de bacalhau:

1 cebola
10 g de alho
200/300 g de sobras de bacalhau
50 gr de manteiga
50 gr de farinha
Tomilho qb
250 ml de leite caldo resultante da cozedura do bacalhau qb
5 gr de salsa
5 gr de coentros
sal e pimenta preta qb
pão ralado qb
aioli qb

Desfiar o bacalhau e reservar. Num tacho, fazer um refogado de cebola e alho e reservar. Em seguida, preparar um molho bechamel grosso, utilizando a manteiga e a farinha e juntando o leite e caldo de bacalhau, pouco a pouco. Misturar o refogado, o bacalhau desfiado e o bechamel e temperar com sal e pimenta. Deixar arrefecer e, quando a mistura estiver fria, adicionar a salsa, os restantes coentros e as folhas do raminho de tomilho. Moldar esta mistura em forma de bolinhas, passar por farinha, gema e pão ralado e fritar a 170 °C até ficarem bem douradas, ou congelar para fritar mais tarde.

Para o aioli

150 g de base de maionese
½ dente de alho sem germe
15 ml de sumo limão
raspa de ½ limão
sal e pimenta qb

Num almofariz, pisar o dente de alho até formar uma pasta. Juntar o sumo e a raspa de limão e envolver na base de maionese. Retificar temperos.

Para a base de maionese

1 ovo
250 ml de óleo de amendoim, abacate ou grainha de uva
1 colher de chá de mostarda Dijon
10 ml de sumo de limão sal qb

Numa taça de inox, colocar o ovo com todos os ingredientes à exceção do óleo. Ir juntando o óleo lentamente, mexendo com uma vara para ir emulsionando. Retificar os temperos.

Too Good To Go. A aplicação que o deixa jantar comida (boa) que ia para o lixo
Too Good To Go. A aplicação que o deixa jantar comida (boa) que ia para o lixo
Ver artigo

Bacalhau do dia seguinte (receita de Carlos Madeira, chef executivo da Gallo)

Os melhores chefs de cozinha mostram-lhe como aproveitar as sobras de Natal

Ingredientes:

Todos os legumes restantes do bacalhau da Consoada, o bacalhau, ovo e para quem utilize grão
Azeite
Couves portuguesas em folha e para os corajosos alho picado.

Preparação:

Escolher as folhas maiores da couve, cortar as partes grossas dos talos e deixando as folhas inteiras fervê-las em água até estarem macias. Arrefecer em água fria e escorrer.
Os ingredientes que sobram da consoada, devem ser cortados em pedaços e colocados dentro das folhas de couve. Enrolar tipo torta e fechar as folhas deixando a “costura” para baixo.
Aquecer o azeite e regar antes de ir ao forno, cerca de 20 minutos a 175º.
Todos os ingredientes estão cozinhados e, por isso, o tempo de forno é somente para aquecer os ingredientes desta receita.
O alho picado pode ser adicionado à mistura que se põe dentro da folha de couve, ao azeite ou polvilhado no final.

Gratinado de sobras do peru (receita de Pedro Gaspar, sub chef da Gallo)

Os melhores chefs de cozinha mostram-lhe como aproveitar as sobras de Natal

Ingredientes:

As sobras do peru assado que tristemente são esquecidas no frio, as batatas do assado e as verduras cozidas que as crianças não comeram porque verdes no prato “não”.

Preparação:

Desfiar o peru retirando os ossos e as peles mais secas, cortar as batatas em cubos pequenos, assim como as verduras.
Começar por refogar uma cebola picada juntamente com um alho francês cortado em rodelas finas. Quando o alho francês estiver mole refrescar com um pouco de vinho branco e adicionar 300ml de natas. Se sobrarem sucos dentro da caixa  do peru, não tenha medo e verta todo esse sabor nas natas, deixar ferver e agora juntar o peru, as batatas e as verduras.
Colocar tudo num pirex e leva a gratinar no forno 30 minutos a 170º.
Acompanha com salada.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.