Estará a perguntar-se sobre o porquê de um artigo sobre pregos. Pode não parecer óbvio de imediato, mas explicamos o ponto principal: não há uma altura certa para os comer e, ao mesmo tempo, todos os momentos são bons para isso.

Sem fome para almoçar? Cabe sempre um prego em vez de um arroz de peixe. Com pressa? O prego serve-se num instante. Sem saber o que comer? Um prego. Com a carteira vazia? Um prego (até porque basta ter 2,70€ para ficar bem servido).

Qualquer pergunta relacionada com o momento da refeição pode ter como resposta um prego — a não ser, claro, que não coma carne e aí terá de esperar pelas "preganas", tal como existem as seitanas, feitas com seitan.

Sabe de que são feitos o tofu, o seitan e o tempeh?
Sabe de que são feitos o tofu, o seitan e o tempeh?
Ver artigo

Outra razão para termos optado por um guia de pregos (depois do cozido à portuguesa, de feijoada, de bacalhau e de frango assado) é que é uma alternativa para quem, em março, quer fugir ao sável e à lampreia, protagonistas de eventos como o Festival do Sável e da Lampreia, em Gondomar, e o “Mês do Sável e da Lampreia” celebrado em vários municípios banhados pelo rio Tejo, como Vila Nova da Barquinha e Vila Franca de Xira.

Do sofisticado Sala de Corte, em Lisboa, à descontraída Taberna Lebre, na Ericeira, descubra alguns dos melhores pregos do País.

1. Sala de Corte

Sala de Corte
Sala de Corte créditos: instagram

No restaurante Sala de Corte, em Lisboa, para além dos variados cortes de carne bovina, servida com tomate cereja assado
e relish de tomate, o chef Luís Gaspar sugere pregos com a mesma. Existem três tipos — com carne da vazia (18€) e entrecôte (20€), ambos com 30 dias de maturação, e carne do lombo (22€) —, todos dentro de pão de trigo com maionese de mostarda Dijon e servidos com batatas fritas.

Os pregos cabem naturalmente nesta steakhouse e também deve caber no seu estômago as sobremesas, uma delas vinda da estrela do espaço, o forno Josper (que trabalha a carvão 100% vegetal e a altas temperaturas). Falamos do ananás na brasa, com gelado de carvão vegetal (8€).

Morada: Praça D. Luís I 7, Lisboa
Telefone:  213 460 030
Horário da carta de pequeno-almoço: 9h-12h, apenas aos fins de semana e feriados

2. Cervejaria Ramiro

Cervejaria Ramiro
Cervejaria Ramiro créditos: instagram

Numa cervejaria cheia de mariscos para ir petiscando, não podia faltar algo mais forte para acabar a refeição. Um prego é o ideal para esses momentos ou mesmo para uma fome repentina já depois do jantar, já que a Cervejaria Ramiro, em Lisboa, está aberta até às 00h.

Seja o que escolher do menu, pode comer no interior, na esplanada do restaurante ou levar para casa. Neste último caso, o célebre prego com bife do lombo (que pode escolher em modo picante) custa 6€. Vem dentro de um pão fresco e assim simples como na fotografia que já nos faz salivar.

Cervejaria Ramiro

Localização: Avenida Almirante Reis 1- H, 1150-007 Lisboa
Take away: 969839472/ 218851024/ casa@ramiroathome.pt
Reservas: geral@cervejariaramiro.pt
Horário: de terça-feira a domingo das 12h às 00h; take away das 11h às 21h

3. O Horácio

O Horácio 
O Horácio  créditos: facebook

O Horácio, em Linda-a-Velha, pode ser menos conhecido pelos pregos do que os anteriores, pelo menos para os que só agora estão a iniciar a descoberta pelo mundo desta tão típica sandes.

N'O Horácio existem dois: o prego da vazia (3,50€) e o prego do lombo (6€), o mais afamado da casa. Além dos pregos, há todos os dias novos pratos, ora pasteis de bacalhau com arroz de grelos (11,50€), ora lombo de atum fresco à algarvia (13€).

O Horácio

Localização: Rua Claudio de Oliveira Basto Nº21 Loja E 2795-234 Linda-a-Velha
Reservas: 21 414 5728
Horário: de terça-feira a domingo das 12h às 15h e das 19h às 22h (terça-feira apenas ao jantar)

4. Rui dos Pregos

Rui dos Pregos
Rui dos Pregos créditos: facebook

O nome é um dos clássicos quando se quer dar ênfase à especialidade de uma casa. No caso do Rui, o destaque são os pregos. Nos restaurantes do Rui dos Pregos — desde a Doca de Santo Amaro, em Alcântara, a Sintra —, o menu celebra a gastronomia portuguesa, começando pelo pratinho de azeitonas até chegar aos pregos.

O prego simples no pão de Mafra custa apenas 2,70€ e também pode ser servido no prato, acompanhado de batatas ou arroz (5,50€). Para acrescentar um ovo ao prato, fica em 5,75€.

Rui dos Pregos

Localização: Passeio Doca de Santo Amaro, 1350-353 Lisboa
Reservas: geral@ruidospregos.com/ 21 362 1237
Horário: todos os dias das 10h às 00h

5. Apetisqueira

Apetisqueira
Apetisqueira créditos: facebook

Comer bem e à beira rio: é tudo o que vai encontrar n'Apetisqueira, restaurante do Barreiro dedicado aos petiscos em conta. Fora o camarão ao alhinho (8,50€) e o choco frito (9,50€), na carta vai encontrar um aconchegante prego no pão.

Simples, ainda que acompanhado de batata, custa apenas 3,50€ e se pedir com ovo, só tem de pagar mais 0,50€. Cada dose extra de batatas fritas custa 1,75€ e se preferir a versão de batata doce o preço da dose é 2,75€. Tudo disponível em take away, serviço de entregas e Uber Eats.

Apetisqueira

Localização: Avenida Bento Gonçalves 10 2830-304 Barreiro
Reservas: 913 060 612
Horário: todos os dias a partir das 12h

6. Taberna Lebre

Taberna Lebre
Taberna Lebre créditos: divulgação

Os pregos da Taberna Lebre são, possivelmente, os mais inovadores que vai encontrar pelo País. Há prego pizza (3,90€), prego alentejano, com queijo de cabra (4,50€) e prego inglês, com bacon (5,40€).

No meio de tanta combinação diferente não podia faltar o mais tradicional: prego simples, composto por um bife de carne de vaca comprido que mal cabe dentro da carcaça de pão do dia. Na Taberna Lebre, o típico e saboroso custa somente 3,20€. Disponível em take away.

Taberna Lebre

Morada: Rua da Misericórdia, 3, 2655-312 Ericeira
Telefone: 261 863 546
Horário: das 11h às 22h30 (horário condicionado pelas restrições impostas pela Direção-Geral da Saúde)

7. Pregaria de Guimarães

Pregaria de Guimarães
Pregaria de Guimarães créditos: facebook

Na Pregaria de Guimarães, a oferta é vasta e não existe sequer o mais tradicional, apenas com carne de vaca dentro de uma bola de pão. Aqui todos têm um toque, até o mais simples: o prego tacha, com queijo limiano e fiambre (6,90€).

Para os que gostam de arriscar tudo, existe um outro quase tão polémico como pôr ananás na pizza. É o ferro picante, com queijo brie, ananás grelhado e molho picante (9,70€). Há ainda versões com queijo de cabra curado artesanal, queijo de cerveja artesanal belga ou queijo da Serra — no fundo, são inúmeros os pregos para amantes de queijo. Todos eles vêm acompanhados de batata frita e molhos (caril e manga, ketchup e alho e ervas). Disponível em take away.

Pregaria de Guimarães

Localização: Av. Dom Afonso Henriques 15, 4810-431 Guimarães/ R. de Vila Flor 110, Guimarães
Reservas: 253 188 071 | 968 189 137 | 253 292 063
Horário: todos os dias das 12h às 16h e das 19h às 23h

Subscreva a newsletter da MAGG.
Subscrever

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.