“I Wanna Dance With Somebody” é o nome do single de 1987 que fez Whitney Houston vencer o segundo Grammy da carreira. O filme biográfico, que tem o mesmo nome do tema, conta a história de uma das artistas mais premiadas de sempre. A família de Whitney apoia o filme que surge dez anos depois da morte da artista, aos 48 anos, e estreia-se esta quinta-feira, 22 de dezembro, nas salas de cinema portuguesas.

O documentário sobre a vida de Whitney Houston está a chegar — e já há trailer
O documentário sobre a vida de Whitney Houston está a chegar — e já há trailer
Ver artigo

Na antevisão da estreia de “I Wanna Dance With Somebody”, a MAGG foi à procura de algumas curiosidades sobre o filme. Da atriz que dá vida à diva ao que é que podemos ver retratado no ecrã, basta continuar a ler para saber mais.

1.Quem é Naomi Ackie, que dá vida a Whitney Houston?

I Wanna Dance with Somebody

Naomi Ackie tem 30 anos, é britânica e ganhou visibilidade ao interpretar Anna no filme "Lady Macbeth" e também participou em "Star Wars: A Ascensão de Skywalker"  Na televisão, desempenhou o papel de Bonnie, personagem da segunda temporada da série “The End of the F***ing World", que estreou em 2019.

Em 2020, os agentes de Ackie souberam que estava em curso um filme biográfico sobre a vida de Whitney Houston e decidiram desafiar a atriz a ir à audição. Inicialmente mostrou-se apreensiva: "Para ser sincera, eu pensei: não lhe consigo fazer jus", disse a atriz à "Vogue". Naomi sempre acompanhou a vida de Whitney Houston, que foi para ela uma grande inspiração. Dois anos depois, estava a ser anunciada como a atriz que interpretaria Houston em “I Wanna Dance With Somebody”.

Entretanto, a atriz já se sente “realmente pronta para partilhar [o seu papel] com o mundo". "Estou tão orgulhosa do que conseguimos […]. É muita pressão, e o stresse é inevitável pela magnitude que acarreta”, disse sobre este desafio.

2. Protagonista usou 140 looks diferentes durante as filmagens

A atriz britânica disse ao "The San Diego Union Tribune" que, quando conseguiu o papel, nem queria acreditar por “não se parecer fisicamente com Whitney”. Apesar disso, sentiu que teve “liberdade para criar uma nova versão de uma pessoa que toda a gente conhece” e que tentou apenas “partilhar a essência porque não há ninguém como ela”.

Durante as rodagens, a atriz utilizou cerca de 140 looks, 15 a 20 perucas e teve de usar dentes falsos para disfarçar o seu diastema (dentes separados).

3. Quem é que ouvimos cantar no filme?

Imagine-se a pressão que é ter de cantar as músicas de Whitney Houston, ainda para mais num filme. Assim, quando as cenas retratam as atuações da cantora, são utilizadas as canções originais.

Contudo, nas cenas que envolvem cantar num ambiente mais descontraído,  é Naomi Ackie que se faz ouvir, revelou Kasi Lemmons, realizadora do filme, ao "Access Hollywood". Já a atriz britânica salientou que foi preciso preparação. "Tive de praticar para poder ser convincente e imitar Whitney Houston", disse ao mesmo programa.

4. O filme aborda todos os pormenores da vida da artista?

No filme são capturados tanto os momentos de maior estrelato como os duros episódios em que a estrela se viu encurralada. Desde a sua dependência com as drogas às desavenças com o pai, também os problemas financeiros e o agitado casamento com o cantor e compositor Bobby Brown vão ser retratados.

Uma vez que trabalharam de perto com pessoas que se recordam dos diálogos tidos com Whitney, foi possível fazer uma representação emocional muito autêntica em termos do discurso.

Ainda assim, Kasi Lemmons, realizadora, define o filme como um poema sobre Whitney e reforça que não se trata de um documentário.

5. A relação entre a realizadora do filme e Whitney

Kasi Lemmons, cineasta, diretora e atriz norte-americana conheceu Whitney Houston em vida. "Quando a conheci, provavelmente por volta de 1994, a minha impressão era que ela estava um pouco stressada e cansada do estrelato. Parecia muito humana, muito realista e como uma verdadeira mulher negra, não o ícone como era retratada inicialmente – muito polida e doce. Na realidade, ela tinha muito mais essência. Ela era engraçada. Ela era real", disse Lemmons, citada pelo "The San Diego Union Tribune".

6.  O produtor do filme aparece em "I Wanna Dance with Somebody"

No trailer, vê-se a cena em que Houston assina o contrato com a Arista Records, em Nova Iorque, em abril de 1983. Clive Davis, produtor e fundador dessa mesma discográfica, como não podia deixar de ser, é retratado no filme (interpretado por Stanley Tucci). Ao mesmo tempo, é um dos produtores do drama biográfico. Quem teve sorte foi Stanley Tucci, que pode apanhar de perto os trejeitos de Clive Davis.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.