O Holmes Place do Palácio Sottomayor, em Lisboa, acaba de inaugurar a última peça fundamental para uma vida alimentar saudável. Ao ginásio, consultas de nutrição, café com opções saudáveis, fisioterapia, spa e massagens junta-se esta quarta-feira, 19 de fevereiro, uma cozinha, a primeira em Portugal inserida num ginásio.

O projeto pioneiro chama-se Plant Based Kitchen by Holmes Place e, como nos diz o nome, é um espaço que vai promover os benefícios de uma alimentação que é distinta do vegetarianismo ou veganismo. Nesta corrente o essencial é a primazia que se dá aos alimentos na sua forma mais natural, completa, não refinada ou processada, o que significa que, além dos vegetais e frutas, os grandes intervenientes serão os cereais em grão, ou seja, aqueles que se apresentam na sua forma mais original, que é a integral. Sementes, oleaginosas, aromáticas, fontes de gordura saudável também são constituintes da plant based diet, que defende também a redução dos produtos de origem animal.

Pland Based Kitchen

Quem explica isto à MAGG é a nutricionista Joana André, responsável pela Plant Based Kitchen. "Minimiza-se ao máximo o processamento dos alimentos para que não se perca valor nutricional", continua, indicando que as vantagens desta corrente alimentar são já reconhecidas  na prevenção de doenças cardiovasculares, da diabetes e a nível oncológico.

Sandra Gomes Silva. "O vegetarianismo não é difícil, não é mau para a saúde, nem é só saladas"
Sandra Gomes Silva. "O vegetarianismo não é difícil, não é mau para a saúde, nem é só saladas"
Ver artigo

Como é que vai funcionar este espaço? Disponível para sócios e não sócios, nele vão decorrer workshops (onde irão decorrer sessões de showcooking), tertúlias (mesas redondas com diferente convidados, gratuitas) e ainda ateliers, que serão formados por aulas com continuidade para quem quiser aprender mais sobre a plant based diet, o tema central de todas estas atividades. O primeiro será, precisamente, o de iniciação a este estilo alimentar.

Plant Based Kitchen

Dentro dos workshops, ainda sem datas fechadas, estão planeadas sessões para aprender a fazer "receitas simples, saudáveis e saborosas", "doces e sobremesas sem açúcar", "marmitas saudáveis, práticas e saborosas" e ainda "cozinha natural na infância." A participação tem o valor 40€ para sócios e 48€ para não sócios.

Os mitos e as verdades, assim como o açúcar associado à ansiedade, as refeições em família e a alimentação natural na infância são os temas planeados para as primeiras tertúlias.

O espaço está ainda disponível para as empresas que quiserem fazer sessões de teambuilding.

Newsletter

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.
Subscrever

Notificações

A MAGG é uma revista digital pensada para mulheres e focada nas preocupações centrais da vida de cada uma. Falamos de tudo o que está a acontecer de forma descontraída mas rigorosa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.