O primeiro livro infantil de Meghan Markle já chegou a Portugal e o que não faltam são alegados projetos em que a duquesa estará envolvida, mas esta quinta-feira, 17 de março, chegou a confirmação da concretização de, pelo menos, um deles: um podcast. O primeiro da sua autoria, no caso, que vai diretamente para o Spotify.

Qual será o tema? Vai ter convidados? Como se vai chamar? Até à data, tudo isto são pormenores confidenciais, mas um membro (anónimo) da Archewell Productions, produtora audiovisual criada pelos duques de Sussex, já confirmou, em declarações à "Page Six", que vamos poder ouvir Meghan Markle em formato podcast já este verão. A data concreta ainda não foi revelada.

Este novo podcast é uma novidade, mas não uma surpresa

Faz sentido que se pergunte "porquê um podcast?", mas há uma explicação. Em dezembro de 2020, a ex-estrela de "Suits" e o marido, príncipe Harry, assinaram um contrato de 25 milhões de dólares (22,5 milhões de euros) com o Spotify, com a premissa de criarem conteúdos para plataforma de streaming através da sua produtora, Archewell Productions.

Os detalhes deste acordo nunca chegaram a ser revelados, mas, desde então, o casal assumiu uma postura mais ativa no combate à alegada desinformação disseminada pela aplicação. Isto depois de se terem manifestado face ao tipo de conteúdo publicado pelo podcaster Joe Rogan no Spotify, relativamente à pandemia de COVID-19.

Meghan Markle a comer como se fosse um esquilo é a melhor coisa que vai ver hoje
Meghan Markle a comer como se fosse um esquilo é a melhor coisa que vai ver hoje
Ver artigo

Neste sentido, o porta-voz da Archewell Productions fez questão de acrescentar, nas mesmas declarções à "Page Six", que o Spotify já está a trabalhar no sentido de implementar novas políticas, práticas e estratégias destinadas a sensibilizar os criadores e, desta forma, minimizar a disseminação de desinformação, com transparência na linha da frente.

A mesma fonte garante que Meghan Markle está ansiosa por dar voz a um conteúdo baseado em informações fidedignas, principalmente no que diz respeito à saúde pública. No entanto, não avança qualquer detalhe sobre o tema central do podcast. 

No entanto, uma coisa é certa: este interesse da duquesa pelo formato áudio já não é novo, sendo que, em 2020, à data da oficialização do acordo com o Spotify, Meghan garantiu que o casal "adora" este formato, porque ajuda a que se estabeleçam relações entre as pessoas "sem distrações". "Com os desafios de 2020, nunca houve um momento mais importante para o fazer, porque quando nos ouvimos, e ouvimos as histórias uns dos outros, lembramo-nos de como estamos interligados", rematou.

Do novo livro às séries no forno

Meghan Markle estreou-se recentemente na literatura infanto juvenil, com o livro "O Banco", que já está disponível em Portugal. No entanto, o que não faltam são projetos em marcha, ainda que sem data de lançamento prevista, em parceria com a Netflix, plataforma com que os duques assinaram um acordo em 2020.

Como é o caso da série de animação "Pearl", inspirada em figuras femininas que marcaram o Mundo e promete cruzar a História com a fantasia; ou a série documental "Heart of Invictus", dirigida pelo casal, que promete dar palco a histórias dos soldados veteranos ou ex-membros das forças armadas com deficiências envolvidos nos jogos Invictus, fundados pelo príncipe.

As coisas MAGGníficas da vida!

Siga a MAGG nas redes sociais.

Não é o MAGG, é a MAGG.

Siga a MAGG nas redes sociais.

Fale connosco

Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado.